Pages

domingo, 11 de junho de 2017

Ainda não foi desta. Estou de volta!


Até me custa a acreditar mas esta é a minha primeira publicação deste mês. Não, não morri e nem me passaram por cima com um camião, mas houve dias em que pensei seriamente se isso não seria uma excelente opção. Cue the lights! The drama king is back.

Antes de mais, queria pedir desculpa pela minha ausência. Sei que não preciso, mas sinto que aqueles que me acompanham há alguns anos merecem um esclarecimento para o meu desaparecimento. Se me seguem pelo facebook ou instagram já devem calcular o que aconteceu, se não, deviam. 

No curto espaço de dois meses tive duas crises de amigdalite. Não sei se algum de vocês já passou por isso mas não o desejo a ninguém. Contrariamente ao que podem pensar, pelo menos no meu caso, o pior nem são as dores de garganta que consistem no equivalente a engolir lâminas. O grande problema são mesmos as enxaquecas. Há algum tempo que tenho um post escrito especificamente para este problema e, face aos últimos acontecimentos, deverá sair em breve. 

O lado direito/esquerdo da testa e a nuca são autênticas zonas de guerra onde existem constantes bombas a explodir. A dor é de tal forma forte que só me apetecia chorar e bater com a cabeça na parede para ver se aquilo terminava de vez. E não, não estou a exagerar. Agora imaginem isto durante 7 dias consecutivos. Exacto. Como devem compreender não estava, de todo, com capacidade física e psicológica para chegar ao fim do dia, depois de 9h de trabalho em agonia extrema  sim, porque recebo tão bem que nem tive o privilégio de ficar em casa , e vir para aqui escrever o que quer que fosse. 

Terminada a segunda ronda de antibióticos que, diga-se de passagem, são extremamente fortes para o estômago, começo a pensar seriamente em retirar as amígdalas a ver se me livro desta sina terrível. Tenho lido bastante sobre o assunto, visto uns quantos vídeos de testemunhos pelo youtube, e estou bem ciente da dolorosa recuperação, mas se isso significa reduzir drasticamente o número de amigdalites por ano para 0 ou 1 que seja, bring it on. Prometi a mim mesmo que se tiver uma terceira crise vou falar com o médico sobre isto, mas só a ideia de voltar a passar pelo mesmo já me deixa a tremer de medo. É horrível! Agora pareço as velhotas. Ao mínimo sinal de vento, por muito calor que esteja, lá meto um casaquito para proteger minimamente a zona da garganta e depois toca de voltar a tirar. Não tenho vida para isto. 

Dadas as explicações necessárias para o meu desaparecimento blogosférico, posso-vos assegurar que já estou a 85% e espero recuperar totalmente durante esta semana. É bom que assim o seja que ainda não fui à praia este ano e já sinto falta com este calor infernal!

5 comentários:

  1. Espero que já estejas completamente recuperado das amigdalites! As melhoras e volta em força que a malta sentiu a tua falta!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  2. Bem-vindo de volta. Tivemos saudades tuas :)

    ResponderEliminar
  3. A mim, tiraram-me as amigdalites quando tinha quatro anos, logo, não sofro desse grande mal, felizmente. Se tenho dores de garganta, ao fim de uns dias já estou boa e não sofro tanto quanto tu e muitos! :o
    Enfim, as melhoras! Ficaremos a aguardar esse teu regresso bombástico! :D
    Beijinho,

    LYNE

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...