Pages

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Guia para namorar com um cinéfilo ⤫ Capítulo I


Por esta altura sinto-me como o Padre António Vieira a pregar aos peixes quando falo sobre a minha paixão pela sétima arte. Um dos meus maiores desgostos é não ter qualquer tipo de formação na área mas nunca é tarde para aprender. Isto de conciliar o amor por outra pessoa com o amor cinematográfico tem muito que se lhe diga. Após sete anos ao lado da Marta (a rapariga bonita do Majestic), foram muitas as vezes que reparei na diferença drástica de interesse que cada um de nós tem sobre séries e, especialmente,  filmes. Face esta situação, parece-me oportuno elaborar uma espécie de guia para os companheiros de qualquer cinéfilo. 

CAPÍTULO I

1. Nada de funny business no cinema

Muitos de vós já devem ter comido uns linguados bem temperados no escurinho do cinema, faz parte não é? Apesar de já me ter acontecido, e mesmo que o prato seja uma autêntica iguaria, detesto que me desconcentrem quando estou a ver um filme. Ainda para mais pago. Chamem-me Tio Patinhas mas é a mais pura verdade. Cada vez mais ir ao cinema é considerado um luxo e, como tal, pondero imenso sobre em que cavalo apostar. Se o barulho dos desconhecidos já é mau, imaginem se for o vosso amigo, date, wtv, a interromper constantemente o filme com questões ou luzes, ou com algo mais spicy (not judging tho). É tudo muito giro mas perdem-se imensos pormenores.

2. Vais ouvir trivia que não te interessa

Ela que me corrija se estiver errado (não estou), mas esta é a maior queixa da minha namorada no que toca ao mundo do entretenimento. Desde muito novo sempre adorei ver os tops musicais e por mais absurdo que seja, consigo identificar o ano e posições a que certas faixas que ouvia chegaram. Com os filmes não é muito diferente. A notícia de um novo trailer é muitas vezes ofuscada por um rol de informação que ninguém me pediu mas que dou involuntariamente. Lamento imenso se acho interessante referir que X actriz ganhou um Óscar por aquele filme e no mesmo ano um Razzie por outro (hey Sandra Bullock). Lancem directores, gossip de bastidores e críticas à mistura, e está preparada a receita para a minha namorada adormecer ou dizer como aquela miudinha disse ao Toy e pedir-me "cala-te só um bocadinho".

3. Prepara-te para debates acessos a favor/contra certas produções 

Um dos meus calcanhares de Aquiles. Já referi anteriormente que tenho uma grande dificuldade em aceitar opiniões contrárias às minhas. Não se trata de me considerar o santo graal cinematográfico mas o que é suposto fazer quando alguém tem o descaramento de me dizer que o "Fifty Shades Darker" é óptimo e que tem muito mistério? Já que não lhes posso bater deixem-me destruí-los com palavras, por favor. Todos temos direito à nossa opinião e também tenho a minha cota de shitty movies that I love, mas a diferença reside no facto de ter plena consciência da sua falta de qualidade. Outra é acreditar piamente que aquilo é um bom produto. A Marta diz que consigo ser obnoxious ou até condescendente mas é mais forte do que eu. Por muito que o seu desinteresse me incomode, é graças a isso que nunca batemos de frente por causa do que pensamos acerca de determinado filme.

4. Entrar na Fnac é o maior erro da tua vida

Não sei até que ponto gostaria de saber o total de horas que já gastei na Fnac ao longo dos anos. O que vale é que não tenho o hábito de ir lá todas as semanas e sou muito agarrado ao dinheiro, se não estava arruinado. Se forem amantes de DVD's, sob hipótese alguma ousem entrar num destes estabelecimentos com a vossa cara-metade. Caso contrário preparem-se para uma sessão repleta de sopros, revirar de olhos e até miar para vos chamar à atenção  (sim, isto aconteceu-me). Esta actividade está para algumas raparigas como uma visita à Mac para alguns rapazes. Terrível.

5. Os Óscares são o equivalente ao Mundial

Há pessoas que fazem promessas, batem nas mulheres quando o clube de eleição perde e são capazes de passar fome para poderem comprar um bilhete de futebol. Aqui não há nada disso, muito menos violência, mas o fervor emocional é semelhante. Torcemos pelos filmes e actores de que mais gostamos, dizemos asneiras se alguém vencer injustamente, e até vertemos uma lágrima ao lembrar aqueles que já faleceram. Da mesma maneira que olho com algum cepticismo para o mundo da bola, imagino que há quem faça o mesmo com o meu cinema. Ao estarem numa relação com um cinéfilo, têm que se mentalizar que uma madrugada de Fevereiro por ano, ele vai ficar na sala até às 4 e tal da manhã a seguir religiosamente a emissão dos Óscares. Podem chamar, aliciar com comida (vá, aceitava mas mantinha os olhos na televisão), e até se queixarem de frio, não adianta. Sorry mas deixem-me em paz.


Já namoraram com um cinéfilo? Têm amigos assim?

9 comentários:

  1. No meu caso, acho que eu e o meu namorado somos muito parecidos. Nada cinéfilos. Não temos curiosidade com as tais "trivialidades" que referes na publicação, os Oscares passam-nos bem ao lado e, sim, temos uma enorme perdição pela Fnac, mas é mais na área de música, livros e tecnologias. Mas adoramos ir ao cinema, vamos montes de vezes, é todo um ritual kinda romântico que gostamos de partilhar :)

    ResponderEliminar
  2. Também detesto que me distraiam no cinema e, muito honestamente, não percebo quem vai lamber o parceiro para o cinema. Podem fazê-lo em qualquer lado, porque pagar bilhete?
    Quando ao "o "Fifty Shades Darker" é óptimo e que tem muito mistério" lamento que tenhas ouvido isso. Acho que se ouvisse tal coisa me dava uma paragem cardíaca.

    ResponderEliminar
  3. Tanto eu como o Mais-que-Tudo somos ambos cinéfilos :p portanto estamos bem um para o outro xD

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  4. Identifiquei-me em alguns pontos, principalmente com o nº 2 e apesar de adorar os Óscares e tudo o que acontece nos seus bastidores, prefiro o Mundial/Euro ou a Eurovisão. Excelente post, parabéns :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderEliminar
  5. AHAHAH este post esta taoo bom, identifiquei me com tudo!
    tirando um relacionamente antigo (onde os papeis se invertiam, mas onde aprendi bastante no assunto), sou sempre a cinéfila da relaçao, e embora tenha andado mais "atrasada" na matéria, nunca deixo de ser um poço de trivia ahhah decoro os nomes todos e em que filmes entraram, e quando tou a ver um filme e reconheço a cara de uma personagem secundaria qualquer e o meu cerebro nao está logo a aceder de onde é? ui, nao descanso ate me lembrar! ahaha

    funny business no cinema nunca! ja odeio quando tenho que levar com pessoal lá a falar ou o crunch crunch de quem parece estar a comer pedras. e ja chorei de raiva numa sala de cinema, porque estava cheio e fiquei num canto onde nao se via nada de jeito, com crianças barulhentas ao lado :p

    epa o ponto 3 concordo plenamente ctg. e nao tenho vergonha nenhuma de dizer que se alguem me diz que o 50shades of grey é bom, i'll automatically judge you. isso ou receber conselhos de cinema de pessoas com gostos terriveis. lol just no, dear.

    e graças aos ceus que o mais que tudo tambem adora a fnac. alias nao vou a nenhum shopping sem la ir nem que seja para namorar os livros e os dvds.

    (sorry long comment!)

    adoro os teus posts! ahah

    https://rrriotdontdiet.blogspot.pt/



    ResponderEliminar
  6. Concordo plenamente com o primeiro ponto. A melhor solução que eu encontrei para isto é mesmo ir ao cinema sozinha, o que no início não me parecia assim uma grande ideia, mas lá acabei por me converter à liberdade e paz de não forçar alguém a ver algo que não queiram. Eu não me importaria com o ponto 2. Até acho que é bom quando as pessoas começam a falar desenfriadamente sobre algo que adoram. E se for para discutir (no bom sentido, se é que me faço entender) o significado de filmes e outras coisas do género, ainda melhor. E concordo plenamente com o ponto 3. Eu acho que o meu cérebro desliga-se logo mal vê ou ouve algo relacionado com "Fifty Shades". É que há filmes bons e maus, e depois há o "Fifty Shades". Eu adoro entrar na FNAC, e se pudesse eu acho que levava metade da loja comigo cada vez que lá vou. Graças a deus que sou contida nos meus gastos; o raio daquela loja leva qualquer um à falência. Eu por acaso sigo religiosamente os Europeus e Mundiais, mas também faço o mesmo com os Óscares. E muitas vezes sou capaz de passar semanas a rever as cerimónias.

    ResponderEliminar
  7. Eu tenho uma amiga super cinéfila! Ela quer muito seguir esta área, então estás bem a ver a quantidade de informações que ela já tem guardadas em si, e a sua experiência. Penso que entre vocês existiria uma bonita discussão acerca de cinema! Graças a ela, já aprendi muitas coisas - e contigo também, so cool! -, e até tenho vindo a desenvolver um maior carinho acerca desta área, tendo em conta que sou mais de séries! :D
    O ponto 4 sou eu, mas com livros, ahahah!

    LYNE

    ResponderEliminar
  8. Não chego a tanto, nem tenho por perto amigos assim (azar o meu), mas quando o meu moço começa a dizer que os filmes não prestam, sem nunca ter visto o trailer e sem saber se ganhou algum prémio... viro uma leoa! Eu adoro ver filmes, sejam quais forem, mas ele não. Tudo o que vê é o mais badalado do momento e ponto.
    let's do nothing today

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...