Pages

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

A minha primeira vez


Lembro-me como se fosse ontem. Num final de tarde extremamente frio de Dezembro, coloquei os meus medos de lado e cedi à tentação. A curiosidade já tinha anos de vida, mas sempre considerava a hipótese de a colocar em prática, o medo falava mais alto. Cheguei mesmo a acreditar que nunca seria capaz de fazer algo que é tão comum e que deveria fazer parte do quotidiano de todas as pessoas. Extremamente nervoso, entrei naquela espécie de quarto escuro gigante, sentei-me e o resto foi história. Pois é, a minha primeira vez a ir ao cinema sozinho foi fantástica.

Depois desta introdução sensualona, não sei porque é que as televisões portuguesas ainda não me contrataram para escrever a próxima novela do horário nobre. São escolhas. Lamento desiludir as mentes mais sórdidas mas esta publicação não é dedicada às paixões da carne mas sim do entretenimento. Sorry!

Não é novidade nenhuma que me considero uma espécie de "cão de família". Não no sentido cabeludo da questão mas da necessidade de companhia. Gosto de conviver com pessoas, de conversar, e para estar sozinho mais vale ficar em casa. Pelo menos era este o meu pensamento até há bem pouco tempo. Embora tenha desenvolvido o hábito de ir a lojas sem qualquer problema  antigamente era fulcral um segundo par de olhos para me ajudar a decidir o que levar  ainda há certas actividades que me deixam angustiado só de me imaginar a fazê-las all by myself. Entre elas está jantar fora e, claro, ir ao cinema. Imperdoável para um cinéfilo como eu.

Com a namorada fora e amigos ocupados, não tive outra opção se não engolir em seco e tentar, de uma vez por todas, perder este "medo social". No final do ano passado, saí do trabalho, e fui ver o Fantastic Beasts and Where to Find Them. Como as coisas comigo têm sempre um certo je ne sais quoi de imprevisibilidade, quando lá cheguei deparei-me com uma fila de polícias, detectores de metal e tudo, a revistarem o público que queria entrar. Parecia que estava dentro de um filme. Uma pessoa já é nervosa e ainda me metem em cenários destes. 

Dito isto, quando terminou a sessão, senti-me o maior idiota do mundo. Já dizia o Diácono Remédios, "não havia necessidade". Aquilo que era um verdadeiro bicho de sete cabeças revelou-se a coisa mais normal de sempre. Pensar que até fiquei ofendido quando a Marta me disse que preferia ir ao cinema sozinha e agora entendo-a perfeitamente. Tornou-se num dos meus hobbies favoritos. Desde então, já vi outros dois (Passengers La La Land) e estou a preparar-me para uma quarta visita, algures nos próximos dias. Agora olha, não quero outra coisa.

Sem a tentação de comentar alguma coisa para o lado, assistir a uma longa-metragem sozinho permite uma imersão total na acção. Durante aquele período de tempo, somos só nós e as personagens em cena, mais nada. Claro que existem as distracções do costume, como o puto irritante que dá pontapés na cadeira, o mercenário das pipocas que mastiga como uma locomotiva ou a velhota que acha que está numa sala de convívio, mas é diferente. É sempre bom vencer um obstáculo, por muito trivial e idiota que pareça. 


Costumam ir ao cinema sozinhos? Preferem companhia ou não?

19 comentários:

  1. Na verdade, até prefiro ir sozinha! Gosto muito de ir ao cinema em família e com amigos, mas, sozinha ganho uma atenção extra que seria impossível acompanhada. Também experimentei este verão pela primeira vez e já repeti a experiência. Espero em breve poder fazê-lo de novo. É óptimo sabermos estar sozinhos! :)

    ResponderEliminar
  2. Não sou muito de ir ao cinema, mas nas duas últimas vezes, fui sozinha.

    ResponderEliminar
  3. Por acaso nunca fui ao cinema sozinha mas depois deste teu testemunho acho que tenho que experimentar!!

    ResponderEliminar
  4. Nunca experimentei ir sozinha, mas confesso que já me ocorreu várias vezes =p

    ResponderEliminar
  5. Esse é um obstáculo que também quero vencer. Não me importo de fazer coisas sozinhas, mas ir ao cinema nunca esteve nos meus planos (:

    ResponderEliminar
  6. Gostava de ir ao cinema sozinha até por há vezes que não tenho companhia para ir e deixo de ir! Mas sei lá, tenho medo de parecer uma idiota chapada por estar ali sozinha. Tenho a certeza que devem haver mais pessoas sozinhas mas aquela ideia de ir sozinha... ahahah provavelmente devo ir qualquer dia sozinha!

    Beijinhos
    That Girl

    ResponderEliminar
  7. Eu tenho exactamente a mesma ideia que tu tinhas antes de ires ao cinema sozinho, ou seja, eu quero mesmo ir ao cinema, mas acho que é estranho ir ao cinema sozinha, isto porque não é propriamente habitual. O que é estúpido. Deveria ser perfeitamente normal, dizermos aos nossos amigos:
    -"olha ontem fui ao cinema ver aquele filme e foi brutal!"
    - "Ah, e então foste com quem?" - (É a primeira coisa que perguntam, nem sequer perguntam que filme fui ver. )
    - "Sozinha."
    E depois já se sabe a resposta deles... "que deprimente, preferia ficar em casa".
    Mas porquê? Porque é que a sociedade insiste que ir ao cinema sozinho é deprimente?
    Ainda ontem estava a estudar na biblioteca, e ao meu lado estavam uns conhecidos meus a falar de idas ao cinema, nisto, um rapaz diz que ainda na semana passada tinha ido ao cinema sozinho, e logo o resto do grupo começou a gozar com ele. Achei só ridículo.
    Estou mesmo tentada a ir, nunca fui sozinha, mas estou a passinho de ir!
    Obrigado pela partilha, é bom saber que não sou a única com estes pensamentos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo completamente, esta espécie de "medo" é-nos incutido pela sociedade que oprime qualquer tipo de actividade individual. Ao longo dos anos foram várias as vezes que vi pessoas sozinhas no cinema e questionava-me se alguma vez teria coragem. A sério, é exactamente o mesmo e não há qualquer tipo de stress ou coisa do género. Até aproveitas melhor o filme! Tens mesmo que experimentar :)

      Eliminar
  8. Admiro a tua coragem e da Marta, digo-vos. Não sei se era mulher para ir ao cinema sozinha!

    ResponderEliminar
  9. Já fui várias vezes ao cinema e até já estive por mais de uma vez numa sala completamente sozinho e à vontade a ver um filme :) Só a parte de revistar e de passar pelo detector de metais, nunca aconteceu-me, talvez por viver na Madeira :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderEliminar
  10. Já vou ao cinema sozinha há uns anos e adorooo! É um daqueles programas que eu acho que encaixa super bem em momentos de qualidade na nossa própria companhia :)
    Curiosamente, nunca me senti "mal" nessas situações de "ter de ir sozinha". Não me importo, seja no que for. Especialmente em eventos, não me permito a não desfrutar de algo incrível só porque não tenho outra companhia além de mim. É libertador poder permitir-me a experienciar o que quiser sem ter constantemente que encontrar a companhia certa (e disponível) para tal. Se tiver companhia, perfeito e é incrível. Se não tiver, é óptimo à mesma porque sinto que me basto :)

    ResponderEliminar
  11. Estou mais do que habituada a ir ao cinema sozinha. A primeira vez foi para ver a primeira parte do último filme do Harry Potter. Gosto de ir sozinha e vou continuar a ir sempre que poder :)

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  12. Acho que nunca fui sozinha. Não tenho qualquer problema com isso (acho eu) mas como não tenho cinema na minha cidade (uma tristeza eu sei) as idas ao cinema acabam por incluir outros passeios e normalmente vou acompanhada.

    ResponderEliminar
  13. Eu adoro estar sozinha e fazer coisas sozinha (síndrome de filha única) mas confesso que por acaso nunca fui ao cinema sozinha, mas até tenho alguma vontade.:P Opa o que eu me ri com essa parte de estar lá a polícia e tudo mais...acho que conheciam a tua situação e só estavam lá para animar mais a coisa.Ahahah

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Haha apanhaste algumas mentes mais.devassas mas admito que percebi logo que era a 1a vez numa outra actividade qualquer.

    Ir ao cinema, para mim, é dessas actividades que só faço acompanhada, não vejo sentido não ter com quem partilhar um balde enorme de pipocas, nem olhares que dizem tudo no meio do filme. Mas também não sou tão fã como tu de cinema. É um pouco como as viagens, a minha grande paixão, se não tiver companhia não hesito em mandar me sozinha =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, sou assim com as viagens. Não me consigo imaginar a ter a coragem necessária para viajar sozinho. Dito isto, imagino que deva ser uma experiência bastante rica :)

      Eliminar
    2. É sim Ricardo, toda a gente deveria experimentar nem que seja por três dias ;)

      Eliminar
  15. Ainda há pouco estava a ler a publicação anterior a esta a pensar "há de ser amanhã ou depois que hei de ir ao cinema ver La La Land. Partilho um pouco dessa tua característica de gostar de ter companhia para certos programas, mas cada vez mais estou convencida que existem certas coisas que só sabem bem quando as fazemos sozinhos. Há muito que estou para ir ao cinema sozinha, e tudo porque adoro fazê-lo, mas lá está, a falta de companhia empata tudo! Mas está decidido, amanhã ou depois lá vou eu para a sala de cinema na própria companhia!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  16. Ainda há uns dias esse tema veio à conversa num almoço e a verdade é que ainda é algo de que tenho um receio (desnecessário). Estar entretida a visitar lojas não me incomoda minimamente (aliás, até prefiro fazê-lo assim), já a ideia de estar sozinha, sentada numa sala de cinema deixa-me apavorada. Talvez um dia me passe ou então experimente anyway.

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...