Pages

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Espremer borbulhas em público


Neste momento os olhos estão todos colocados no Trump mas a verdade é que existe outra ameaça gravíssima que ataca, diariamente, milhares de homens. Uma quadrilha feminina que se diverte a vandalizar a cara dos seus parceiros, sem dó nem piedade. Se não fazem ideia do que estou a falar das duas uma, ou nunca namoraram ou então pertencem à sortuda excepção à regra.

O sistema é simples, cada membro do gang é responsável por pelo menos um indivíduo do sexo masculino. Não importa se estão no conforto da vossa casa ou em plena via pública. À mínima descoberta de um ponto negro, os olhos delas brilham como os de um gato a ver um rato. Atacam-nos como aquele parasita no filme Alien e só largam a presa quando tiver saído todo o pus e células mortas do seu habitat facial.

Antigamente fazia-me imensa espécie como é que tantos rapazes, aparentemente seguros de si, permitiam que isto lhes acontecesse. Meus caros, tudo mudou quando comecei a namorar. Sem qualquer aviso prévio, o que acontece é um tipo de hipnotismo que nos deixa sem forças. É nesta altura que elas aproveitam e se lançam às nossas caras. Por muito que tentemos dizer que não e barafustar, não adianta. 

"Vá lá, deixa de ser mariquinhas. Só quero ajudar-te", blasfemam elas enquanto fincam as unhas na nossa pele como se de uma carcaça se tratasse. Façam o que fizerem, nunca, sob hipótese alguma, tentem retribuir a brincadeira. O mais provável é levarem um safanão tão grande que vos deixa a ver estrelas ou então vêem-se num concurso de gritos do qual simplesmente não podem sair vencedores.

Ciente de que, muito provavelmente, este costume vai continuar a atormentar inúmeras gerações no futuro, só queria que deixassem de o fazer em público. É suficientemente mau passar por isto e ainda fazem questão de nos humilhar em público. Além de uma visão triste e, sejamos sinceros, nojenta, ninguém merece andar na rua como se tivesse acabado de sair da unidade de queimados.

Fica o apelo de uma vítima.


Espremem as borbulhas/pontos negros aos vossos parceiros?
Já o fizeram em público? E se fosse ao contrário?

8 comentários:

  1. Aprende exfoliar e isso não acontece.

    Byeeeeee

    ResponderEliminar
  2. Ahahah coitadinhos dos homens.
    Sou culpada :( sempre que vejo uma borbulha ou algum ponto negro no meu namorado não resisto. Lá vou eu "deixa-me tirar-te isso. É rápido. Respira fundo" seja em casa, seja na rua. Ele também o faz em casa e só em casa e mesmo assim... se o fizesse em publico ficaria chateada. Somos más :D

    ResponderEliminar
  3. Comigo é precisamente ao contrário! O meu namorado é que o adora fazer :| Ahaha. Mas sim, admito que também já o fiz. :P
    The Fancy Cats

    ResponderEliminar
  4. Opa é tentador, mas não! Odeio e especialmente não percebo porque o fazem em público.xD

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. epá não... há toda uma linha que separa xD

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  6. Ahahahah, muito bom! xD Eu adoro espremer borbulhas e pontos negros, confesso, mas nunca caí na tentação de o fazer a alguém em público!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Eu confesso que, apesar de estar farta de saber que não se deve fazê-lo, faço-o a toda a hora, mas a mim mesma.
    Acho que nunca o fiz em público a outra pessoa, já que fico sempre com medo de magoar essa pessoa :p
    mas conheço muito boa gente que o faz!

    Segui-te *
    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. Na minha cara ninguém mexe! LoL
    Obviamente que já o fiz, mas não em público e tenho cá para mim que vocês até gostam.

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...