Pages

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Não sou pessimista, sou realista


Apesar de uma generosa fatia da sociedade ainda manter o mesmo tipo de mentalidade ultrapassada, o mundo não é preto e branco. O espectro nunca esteve tão colorido.  Existe uma multitude de seres complexos por aí, um autêntico arco-íris. Entre eles, pessoas positivas, negativas... ou realistas.

Além de uma lista imensa de nomes menos felizes de que já fui chamado, o mais inofensivo e constante continua a ser "pessimista". Engane-se quem pensar que fico ofendido ou na defensiva, nada disso. A minha resposta mantém-se intocável: "não sou pessimista, sou realista". Claro, devem estar a pensar que esta é a desculpa típica que todos os grus maldispostos dão quando são confrontados com o assunto mas, comigo é mesmo verdade.

Quando o tema é pessimismo, as pessoas tendem a julgar que o conceito se restringe a pensamentos negativos mas, é bem mais amplo do que isso. De facto, o chamado "negativismo" pode manifestar-se internamente através de uma série de razões, sendo as mais comuns os problemas psicológicos ou emocionais, fobias, ansiedades ou desilusões, e externamente, quando esses pensamentos são verbalizados.

Como a contradição andante que sou, o meu caso é diferente. Sim, adopto uma posição, a meu ver, cautelosa das situações que me envolvem. Tento evitar grandes alaridos por achar que "se está a correr muito bem, vai acontecer algo para estragar tudo". Não significa que esteja secretamente a desejar que isso aconteça, mas é preferível estar preparado para pior e ser surpreendido pela positiva do que o contrário. No entanto, costumo ser bastante optimista para alguns dos que me são mais próximos, acreditando genuinamente que vão conseguir superar ou alcançar determinada meta.

Assumo-me como realista devido à capacidade de ver as situações como elas são, de forma directa e objectiva. Analiso as opções e tiro as minhas próprias conclusões de forma lógica. Por exemplo, a probabilidade de ganhar o euromilhões é de de 0,00000086% ou 1 em cerca de 116 milhões, logo, dizer que não vou ganhar o prémio não é estar a ser negativo, é uma realidade. Claro que existe uma hipótese escassa disso acontecer mas, face aos números, há que ter algum discernimento.

Para alguém feliz e optimista, compreendo que lidar com um realista ou pessimista seja exactamente a mesma coisa, mas a diferença está na abordagem. Uma pessoa negativa vai focar-se única e exclusivamente em tudo o que está mal na sua vida, independentemente de ter ou não razão. O realista consegue distanciar-se e perceber quando se justifica ou não adoptar uma posição menos colorida.


São optimistas, pessimistas ou realistas? Os realistas são pessimistas em negação?

6 comentários:

  1. Ainda a semana passada tive uma conversa do género e defini-me como "optimista cautelosa" que acho que é o mesmo que realista.xD A verdade é que tal como tu também desconfio sempre quando as coisas estão a correr bem e também acho que mais vale estar prevenido para o pior, é como diz aquele ditado chinês, espera o melhor mas prepara-te para o pior.

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que sou da equipa dos realistas =p

    ResponderEliminar
  3. Identifiquei-me imenso com este post. Sou constantemente acusada de ser pessimista, no entanto não encaro as coisas dessa forma. Acho que sou mais como aquela velhinha música dos Alphaville que diz "Hoping for the best but expecting the worst". Eu pinto logo o pior cenário de qualquer situação e preparo-me para isso. Tudo o que vier melhor do que o tinha previsto é lucro. E desta forma raramente tenho surpresas negativas.
    Gostei muito do blog e já comecei a seguir.

    Beijinho.
    Lilium
    O Meu Dolce Far Niente
    Facebook

    ResponderEliminar
  4. Eu considero-me optimista e realista para contrabalançar um pouco e não andar com a cabeça demasiado na lua e ainda assim ter os pés assentes na terra.

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  5. Eu sou realista, sempre fui. Não olho para as coisas que faço a pensar que vou ter sucesso ou que vão odiar, faço e não espero nada de especial, não fico eufórica com os elogios, nem triste com as criticas. Sei manter essa tal distância, sei que as coisas nem sempre estão bem de todo por muito tempo, a vida nos últimos anos tem vindo a ensinar-me mais coisas sobre isso.
    A sociedade prefere ver as coisas de dois modos: pessimista ou optimista. Não dá margem para mais e é aí que a maior parte dos "debates" começam.

    let's do nothing today

    ResponderEliminar
  6. Embora goste de me refugiar nas típicas utopias da mente, sou também bastante realista. Há que ter olho para as coisas que se passam à nossa volta, mesmo quando a vontade é a de fecharmos os olhos para certas situações. Mas tirando isso, identifico-me contigo!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...