Pages

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Sound the Alarm ⤫ Álbuns a ouvir #20


1. Britney Spears  Glory
MUST LISTEN: JUST LUV ME | DO YOU WANNA COME OVER | IF I'M DANCING | BETTER | CLUMSY

Oops!... She's done it again. Considerada a sucessora directa ao trono da música POP, a Britney Spears continua a dividir opiniões. Adorada por uns e crucificada por outros, o certo é que para alguém com tantas restrições vocais, conseguiu construir um autêntico império. Cresci a ouvi-la e é impossível não ficar nostálgico quando me lembro de canções como "Born to Make You Happy" ou a infame "...Baby One More Time".

Glory é o nono e mais recente trabalho da cantora norte-americana e conseguiu o impensável, tornar-se no segundo melhor disco da sua carreira, perdendo apenas para o glorioso "Blackout" (2007). Deixando para trás a tentativa forçada de navegar pelo mundo do EDM — leia-se, o fiasco Britney Jean (2013) , a Miss American Dream apostou numa sonoridade mais adulta e diversificada. Seja por entre batidas tropicais ou R&B, uma coisa é certa, a produção está fantástica e coesa. Ainda que por vezes lhe falte a voz e projecção necessárias para ofertas mais burlesque como "Private Show" e "What You Need", compensa com a electrizante "Do You Wanna Come Over" ou mid-tempo perfeita, "Just Luv Me".

2. Carly Rae Jepsen  E•MO•TION: Side B
MUST LISTEN: CRY | HIGHER | BODY LANGUAGE | STORE

Após conquistar a crítica com o absolutamente genial E•MO•TION  ficou em 2º lugar no meu "Top 50 Albums of 2O15— a Carly Slay Jepsen, como foi apelidada, resolveu presentar os fãs com E•MO•TION: Side B. A compilação de oito faixas serve de continuação ao trabalho anterior, mantendo-se no mesmo registo: canções contagiantes e directas que resultam num POP ao mais alto nível.

Para um amante da década musical dos anos 80 como eu, Side B oferece uma dualidade de texturas melódicas que, embora fora de época, conseguem ser simultânea e genuinamente modernas. A dada altura dá para perceber que a direcção começa a dispersar-se um pouco, mas é compreensível se pensarmos que, aparentemente, a Jepsen escreveu 250 canções para o disco original. Enquanto o próximo álbum completo não chega, ficaria radiante com outros Sides.

3. Frank Ocean  Endless
MUST LISTEN: OUTRO | RUSHES | RUSHES TO | AT YOUR BEST (YOU ARE LOVE)

Após um batalhão de promessas em vão e atrasos em série, Frank Ocean calou os mais impacientes não com um, mas dois álbuns de estúdio. O primeiro sucessor do sublime Channel Orange (2012), Endless, é um projecto visual de 45 minutos. Embora não seja necessariamente memorável e repleto de hits ou letras emotivas, resulta como uma espécie de exorcismo, um acto de mudança se preferirem. 

Li algures uma crítica que resumia este projecto de uma forma bastante simples, "Endless está repleto de beleza, mas é como se fosse um sonho do qual não nos lembramos bem, mesmo que agarremos logo num papel e caneta ao acordar".

4. Frank Ocean  Blonde
MUST LISTEN: NIKES | IVY | PINK + WHITE | SKYLINE TO 

Inicialmente intitulado Boys Don't Cry, Blonde é o álbum mais a sério, no sentido musical e lírico da questão, lançado pelo Frank Ocean. Apesar de não embarcar numa missão política como Beyoncé ou Kendrick Lamar, Ocean não está indiferente à brutalidade policial sofrida pela população afro-americana - referência na canção de abertura, "Nikes".

Rico em influências e pensamentos, Blonde é o tipo de álbum minimalista que só alguém como Frank Ocean conseguia criar. Aos 28 anos, o cantor encontrou o seu eu interior, partindo numa espécie de autobiografia sonora. Aborda tópicos como os desejos homoeróticos ("Self Control"), abuso de estupefacientes ("Skyline To"), amor complexo ("Good Guy") e família ("Futura Free"). Assim como Endless, pode não conter batidas ou faixas necessariamente memoráveis, mas é tão completo e sofisticado que o resto não interessa.

OUTROS ÁLBUNS A OUVIR (AQUI)

Já ouviram algum dos quatro álbuns? Qual é o vosso favorito?

5 comentários:

  1. Sinto-me sempre uma ignorante musical quando venho ao teu blogue =P

    ResponderEliminar
  2. Por acaso ainda não ouvi nenhum dos albuns mas já ouviste o albumda banda sonora do Suicide Squad? :o está qualquer coisa!

    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheço algumas faixas soltas mas por acaso ainda não ouvi o álbum completo. Tenho que ir espreitá-lo :)

      Eliminar
  3. Não costumo ligar aos albuns, apenas se for meesmo fã do artista. Costumo ouvir músicas soltas. Atualmente ando muito viciada em Shawn Mendes! :)

    ResponderEliminar
  4. "Blonde" foi o álbum que chegou para me acalmar os ânimos! Quando soube que o Frank lançaria um novo álbum, fiquei delirante! Nem quis acreditar; mas a verdade é que ele regressou, basta saber por quanto tempo mais ahaha!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...