Pages

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

The Boy & The Beach


Por fim, fui à praia. Só agora que estou a trabalhar é que apreciei devidamente o luxo que é poder meter os pés na areia e mergulhar de cabeça no oceano. Se pudesse, largava tudo e tornava-me num surfista  mesmo sem nunca ter chegado perto de uma prancha , só para chamar o mar de casa.

Posso acreditar ou não em muita coisa, mas uma certeza tenho, noutra vida fui um peixe. Desde miúdo que só vejo uma coisa à frente, água. Não estou a exagerar quando digo que se pudesse passava o dia inteiro de molho. Só é pena a pele engelhada. Por muito divertida que a construção de túneis fosse, nada supera o êxtase que é mergulhar e deixar-me levar pelas ondas. Arrisco-me a dizer que é um dos grandes prazeres da minha vida.

Saturado do trabalho e temperaturas elevadas, na semana passada tirei três míseros dias de férias e fiz-me à estrada, quer dizer, ao areal. Na companhia das minhas duas fieis escudeiras, de há uma década, diverti-me e consegui fazer algo que pensava impossível: relaxar. Cortar na casaca, jogar uno e ao "olho do cu"  perdoem-me mas o título alternativo de "baldinhos de merda" não é muito melhor , foram o suficiente para recarregar 30% de bateria.

No ano passado escrevi uma publicação (AQUI) onde basicamente anunciei o fim do meu namoro com a praia. Abram o champanhe, fizemos as pazes. Não nego que adore piscina e dada a hipótese, provavelmente ganhava, mas ao menos a aversão diminuiu drasticamente. Continuo a detestar as ocasionais criancinhas que armadas em Obikwelu nos enchem de areia e o facto das pessoas se amontoarem umas em cima das outras mas, desta vez, não presenciei nada disso.

Tudo se resume à escolha de praias. Finalmente vi-me livre de Sesimbra e foi a melhor coisa que podia ter acontecido. Por muito fantástica que seja a temperatura e o facto de não haver ondas (pessoalmente, não me incomoda alguma agitação), não compensa as dores de cabeça. Tendo em conta a minha área de residência, optámos pela Fonte da Telha e o Portinho da Arrábida  não ia lá há anos e anos, mas fiquei rendido à paisagem.

Deixo-vos com algumas fotografias que tirei.

(Fonte da Telha)
(Fonte da Telha)
(Arrábida)
(Arrábida)
(Arrábida)

Têm ido à praia? Preferem estar no mar ou na toalha?

12 comentários:

  1. Que fotos lindas *.* Ainda não pus os pés na praia, só mesmo quando tiver férias daqui a 9 dias :P

    ResponderEliminar
  2. Ahhh o Portinho da Arrábida, essa maravilha! Pessoalmente, já me passou a febre da água - quando era miúda não parava 5 minutos na toalha! Mas agora gosto da hora de relaxar, ler um livro e apanhar solinho - não até ficar camarão, deumalibre. Mas dou um valor diferente à praia!

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Exacto. É que tudo resume-se mesmo à escolha de praias. Quanto mais em Agosto estivermos e quanto mais "famosas" forem as praias, pior é o cenário. E para mim é mudar de paisagem que a Costa da Caparica já não me enche as medidas à muito tempo. Um pouco distante mas não me importava de experimentar o Portinho da Arrábida - pelo menos visto da Serra, parece-me ser um óptimo local.

    Ir à praia este ano só fui uma vez até agora, mas duvido que lá volte tão cedo. Apesar de ser óptimo para relaxar e de não haver nada melhor que os mergulhos com o calor que tem estado, mesmo na água fria do oceano que parece ser um problema para toda a gente, nunca fui muito dada a ir à praia. Para mim é mais um óptimo sítio para passear nos meses mais frios e apanhar com a fantástica brisa do oceano.

    R.: compreendo-te. A série (como basicamente o resto da CW) não é de nos deixar de boca aberta pelo brilhantismo do seu enredo ou pelas prestações dos seus actores, mas vá, até entretem; e se sou esquisita com algumas séries, há outras que acabam por não me incomodar muito.

    ResponderEliminar
  4. Praia é mesmo tudo de bom, mesmo no Inverno. Eu nasci e cresci na praia, basicamente. Então se ficar um mês sem ver o mar tenho um género de ataque de saudade em que enquanto não ver o mar não descanso.
    Já que te faz tão bem, tira mais um dia ou outro para recarregar a energia té aos 50% :D

    ResponderEliminar
  5. Num aspecto, sou como tu: noutra vida fui peixe. Nada me impedia - e impede, hoje em dia - de dar um mergulho no mar!
    Quanto às praias de eleição, serei sempre fiel à minha Santa Cruz, que o pessoal que não é do Oeste odeia pelo vento e pelas ondas gigantes mas que, para mim, sabe a casa e compensa por o areal ser super extenso e garantir que tenho kms de espaço entre a próxima pessoa e que as criancinhas têm muitos sítios longe de nós onde atirar areia :)

    ResponderEliminar
  6. Eu não sou muito de praia - nem de mar, diga-se -, mas ao fim da tarde sabe-me pela vida. Estatelar-me com o único objectivo de ler um livro ou dormir tornou-se um prazer inexplicável. No entanto tenho o mesmo problema que tu: crianças e famílias barulhentas na minha bolha actimel, que tem um raio de cerca de 20 metros, nem pensar. Daí fazer o que tu fizeste: praias como Fonte da Telha ou Meco são perfeitas. A Galapos junto ao Portinho também é uma boa praia, grande o suficiente para não ter gente colada :p E é como dizes, há coisas que só valorizamos quando trabalhamos/estamos ocupados.

    ResponderEliminar
  7. Não tenho ido à praia, mas espero tratar disso brevemente!

    Gostei das fotos (=

    ResponderEliminar
  8. Que lugar tão giro :) Cá no Norte é uma dor de cabeça arranjar uma praia com uma água minimamente "acessível" e sem vento. Acho que é por isso que não seja uma grande fã de praia.

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. No outro dia fui à praia de Carcavelos e mal havia espaço para estender a minha toalha! Quase como sardinhas enlatadas, foi horrível!
    As fotografias ficaram muito bonitas, e ainda bem que tiveste uma boa experiência este ano.

    Marli, do My Own Anatomy ♥

    ResponderEliminar
  10. Que maravilha Ricardo! Adoro ambas, mas a Arrábida está no meu coração ;) As fotos estão lindas! É uma boa ideia publicares os teus clicks por aqui :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  11. Team Peixes da Vida Passada!!! \Ô/
    Eu adoro a praia! Tal como tu, seria capaz de ficar imersa na água por horas! É mesmo uma das melhores sensações de sempre! A calma que nos rodeia, a leveza do corpo, o silêncio quando colocamos a cabeça debaixo de água... Ainda só fui à praia duas vezes neste verão, mas espero poder ir mais duas ou três! :D

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  12. Este ano ainda só fui uma manhã à praia - Costa da Caparica.
    Gostei da praia mas aquela água, para mim, deveria estar nos 30º para eu poder dizer que adorei ahahahah

    Cada vez mais tenho dificuldade em estar muito tempo na água e não lido bem com a água fria (até fiquei com os meus pés congelados. Eles incharam e andei o dia todo com grandes dificuldades em caminhar porque me doíam).

    Este ano já não tenho possibilidade de fazer praia num sítio mais quentinho mas para o próximo fim de semana também vou fazer um bocadinho nem que seja ficar na areia e só ir à gua para molhar os pés e os braços xD

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...