Pages

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Nunca fiz, mas gostava.


1. Ir a um concerto
Para alguém que devota tanto tempo da sua vida a ouvir e promover música, é um sacrilégio nunca ter ido a um concerto. Poderia inventar mil e uma desculpas para explicar o porquê desta situação quase inédita, mas resume-se a dois factores: companhia e dinheiro. Além do meu número de amigos a sério caber todo numa mão, não partilhamos os mesmos gostos musicais. Como a ideia de ir sozinho ou pagar um balúrdio por uma entrada num festival do qual só gosto de um artista, não me agradam, acaba sempre por ser adiado.

2. Ir a uma discoteca
Um rapaz de 24 anos que nunca foi a uma discoteca? Yup, that's me! Apesar de ter começado a sair à noite por volta dos 17  leia-se, quando uma ou duas vezes durante o Verão , ficava-me sempre pelos bares à beira da praia. Havia música, álcool e uns quantos tolos a "dançar", mas calculo que a atmosfera não fosse exactamente a mesma que a daqueles antros mais badalados. Visto que o ambiente nocturno nunca foi totalmente a minha thing, a única razão pela qual gostava de ir a uma discoteca era para tentar compreender o appeal.

3. Fazer uma roadtrip
Provavelmente o ponto mais cliché de sempre, mas não deixa de ser verdade. Adorava meter-me numa carrinha/caravana com um grupo de amigos e partir com/sem destino traçado. Quer fosse em território nacional ou estrangeiro, perco muitos minutos dos meus dias a idealizar cenários do género. A culpa disto é das produções norte-americanas de cinema que nos iludem com histórias teoricamente sensacionais mas que na prática acabam por ser engolidas por uma série de obstáculos e problemas. Talvez em outra reencarnação. 

4. Expandir a minha palete de sabores
Já estive para escrever uma publicação sobre este tema umas 300x mas acaba sempre foi ficar esquecida. Sou o tipo de pessoa que se experimenta algo e gosta, vai sempre repetir o mesmo. O "receio" de pedir algo e descobrir que não gosto, quando poderia ter escolhido algo familiar, fala sempre mais alto. É ridículo, acreditem que sei disso. Não há nada como conversar sobre comidas, gelados, bebidas e afins, para horrorizar as pessoas. Quando digo que, em toda a minha vida, só experimentei uns cinco tipos de gelados diferentes e que nunca bebi uma caipirinha, redbull, e afins — a lista é vergonhosamente enorme , olham-me como se fosse maluco.

5. Voluntariado no IPO Lisboa
A minha única experiência de voluntariado foi na Moda Lisboa. Escusado será dizer que sentar madames que não têm onde cair mortas não seja tão gratificante como ver um sorriso na cara de uma criança doente. Há anos que penso em inscrever-me para voluntariado no IPO de Lisboa mas não sei se teria condições de o fazer. Emociono-me facilmente e não é alguém a chorar ou com uma cara de pena que aquelas crianças precisam. É preciso uma boa dose de sangue frio que, infelizmente, ainda não possuo (para esta situação específica). Dito isto, não coloco a ideia de parte.


Há algo que nunca fizeram mas gostavam? Temos pontos em comum?

13 comentários:

  1. Não te preocupes, também nunca entrei numa discoteca :P

    ResponderEliminar
  2. Não gosto muito de multidões, por isso os meus concertos só podem ser de bandas que admiro mesmo muito. Mas sem dúvida que é uma experiência incrível!!
    Nunca nunca nunca gostei de discotecas, apesar de ter frequentado. Foi mais no início da faculdade, era para onde todos os caloiros iam e eu fui algumas vezes. Continuei sem gostar. Se eu saio noite é para falar com as pessoas.
    Também nunca fiz uma roadtrip, e tenho imensa pena. Os meus amigos nunca quiseram por variadas razões e nunca me senti segura para fazer sozinha.

    "Emociono-me facilmente e não é alguém a chorar ou com uma cara de pena que aquelas crianças precisam." Sou tal e qual em relação ao voluntariado daí nunca ter feito nada a sério. Já andei com uns amigos a distribuir comida por sem abrigo e ouvi cada história que no fim foram eles a ter pena de mim, porque me desfiz em lágrimas. Era uma coisa que adorava fazer mas não tenho coragem para tal.

    ResponderEliminar
  3. Eu fiz voluntariado na Acreditar, no Porto, e apesar de gratificante, é muito duro e é preciso estômago. Quanto às discotecas, não estás a perder nada, trust me (;

    ResponderEliminar
  4. Para quem gosta tanto de música, nunca ter ido a um concerto é uma falha enorme! Eu fui ao meu primeiro concerto (que por acaso foi logo num festival) em 2014, e digo-te que nunca me senti tão em casa antes! Acredita que se realmente gostares do que vais ver, vale todos os cêntimos que gastas ;)

    Quanto a discotecas... Odeio, mas mesmo. Fui umas três, quatro vezes e honestamente não entendo a piada. O ambiente até dava para fazer um documentário ao estilo BBC Vida Selvagem.

    Adorava fazer uma road trip! A palete de sabores, sou exatamente o teu oposto. Sempre que tenho oportunidade, adoro experimentar outras coisas :p

    O voluntariado também gostava... Mas falta-me a coragem. Já fiz coisas parecidas e deixo-me afetar demasiado pelo que vejo. E é como dizes, aquelas crianças não precisam de alguém com cara de pena.
    xx, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar
  5. Também adorava fazer uma roadtrip.:p

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Adorava fazer uma roadtrip. Concertos já fui a alguns. Nem a um de uma semana académica, foste?

    Nunca entraste numa discoteca?! Tu ias adorar. Acredita que tinhas uma óptima publicação a fazer sobre isso!

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  7. A sério!? Nunca foste a um concerto? :)
    Bj S

    ResponderEliminar
  8. Temos dois pontos em comum: a roadtrip e a questão do voluntariado. Quanto ao último, estou a aguardar o momento certo para o fazer. Em relação à roadtrip, assim que eu tiver a carta e um carrinho, pego nas minhas pessoas e parto por aí, porque um dos meus grandes objetivos de vida é viajar por um ano quando terminar a universidade, portanto, talvez esta seja a desculpa perfeita para o fazer! :D

    Algo que não está nesta lista, mas que eu gostaria de fazer, era um desporto radical! Um ou dois, o importante é que eu pudesse saber qual a sensação de ter o sangue a borbulhar por causa da adrenalina. Deve ser brutal! *-*

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ponderei colocar os desportos radicais na lista. Apesar de em teoria ter medo, a adrenalina é fantástica!

      Eliminar
  9. Comparada contigo sinto-me uma pessoa super vivida e experiente, ahah! Comecei a ir a bares/discotecas aos 13 anos, bebi essas bebidas que referes e apanhei algumas bebedeiras de caixão à cova. Em contrapartida, só fui a um concerto na vida, e fui sozinha porque tal como tu não tenho muitos amigos e não queria deixar de ir por causa disso. Como foi no anfiteatro ao ar livre da Gulbenkian, num espetáculo sentado, não achei muito estranho.

    Fazer uma roadtrip está sem dúvida nos meus planos, mas nesta encarnação e nos próximos anos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concertos assim ao ar livre e gratuitos já assisti, apesar de não ser de nenhum artista de jeito haha. Referia-me àqueles à la MEO Arena, etc. :)

      Eliminar
  10. Já fui a concertos mas nunca a festivais. A discotecas fui muito para dançar, hoje em dia prefiro sítios mais calmos onde se dança sem se ter de preocupar com quem anda com outras intenções. Fazer uma roadtrip também gostava! Quem sabe um dia... Eu arrisco muito em novos sabores. Dou por mim a pedir coisas que nem sei muito bem o que são mas porque o nome é bastante exótico! Nem sempre corre bem... Voluntariado no IPO, não sei se seria a pessoa mais indicada (acho que me ia abaixo mais do que daria força a quem precisa) mas admiro-te muito por quereres fazer!

    ResponderEliminar
  11. Achei mesmo curioso nunca teres ido ao concerto! (: Temos em comum o desejo de fazer uma roadtrip! O resto dos pontos da lista já risquei (quero dizer, fiz voluntariado no IPO do Porto, e não de Lisboa).
    Beijinho*

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...