Pages

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Shitty Movies that I ♥


Com base nas minhas reviews cinematográficas, digamos que começo a ganhar uma reputação de tirano. Permitam-me que discorde. O meu único crime é dar uma opinião honesta, directa e justa sobre cada obra, independentemente do género, orçamento ou elenco.

Pode ser um choque para alguns mas, nem mesmo eu estou imune ao encanto de um filme de quinta categoria. Se pensarmos que a quantidade de produções miseráveis produzidas por ano supera, largamente, as de qualidade, parece-me inevitável.

Até organizar esta pequena lista  existem mais, mas estes são os principais  nunca me tinha apercebido nos elos de ligação entre as longas metragens. Além da temática mágica/sobrenatural (não me julguem, as crianças são impressionáveis), a maioria foi transmitida na SIC. Não sei se esse factor é positivo ou negativo. Fica ao vosso critério, ah!


#1. Coyote Ugly (2000)
NOTA: 6/10 | TRAILER: AQUI

SINOPSE: Decidida a realizar o sonho de se tornar numa compositora famosa, Violet muda-se para New York. Desesperada e sem um tostão, a rapariga tímida acaba por arranjar emprego num dos bares mais badalados da cidade, o selvagem e sensual Coyote Ugly.

OPINIÃO: Sempre que a SIC se lembra de transmitir esta preciosidade (uma vez por ano), podem encontrar-me colado ao ecrã. À primeira vista a premissa pode sugerir um teor completamente diferente à história. Não é uma promoção de nudez, muito pelo contrário, mas sim da importância de seguir os nossos sonhos. Talvez por me identificar com a protagonista, no que diz respeito à paixão pela música e não ter coragem de explorá-la por timidez, mas há algo neste filme que mexe comigo. Leve e bem-disposto, deixa-nos com aquela sensação de felicidade instantânea. Além da banda sonora contar com a intemporal "Can't Fight The Moonlight" da Leann Rimes, é impossível não gostar da bitchy Rachel.


#2. Practical Magic (1998)
NOTA: 7/10 | TRAILER: AQUI

SINOPSE: Sally e Gillian Owens são descendentes de uma família de bruxas que carrega uma maldição centenária: qualquer homem por quem as Owens se apaixonem, estará condenado a uma morte inevitável. Com a ajuda das tias, as duas irmãs vão ainda ter que resolver dois feitiços inesperados, uma alma gémea para uma e um morto-vivo para a outra.

OPINIÃO: Enquanto escrevia a sinopse só pensava que não faz jus nenhum ao filme. É com alguma vergonha que admito, esta é das minhas longas metragens favoritas. Tinha apenas 6 anos quando estreou em cinema, mas só o vi no ano seguinte quando passou na televisão. Dada a minha tenra idade, a simbologia, feitiços e afins, deixaram-me completamente encantado. Agora, por muito que tenha consciência que não é nenhuma obra-prima, não consigo deixar de vê-lo com aqueles olhos. A Sandra Bullock e a Nicole Kidman são fantásticas e a relação delas parece genuinamente verdadeira. É um autêntico chick-flick portanto podem contar com risos, lágrimas e um final com direito a "aw".


#3. The Craft (1996)
NOTA: 7/10 | TRAILER: AQUI

SINOPSE: Uma recém-chegada a um colégio católico cai nas mãos de um trio de adolescentes marginais que pratica bruxaria, evocando feitiços e maldições contra qualquer pessoa que as irrite.

OPINIÃO: Apesar de se passar num ambiente de highschool, The Craft é a obra mais obscura e "pesada" da lista. O que começa por ser uma viagem interessante pelo mundo da magia e feitiços básicos como mudar a cor de cabelo, transforma-se num autêntico pesadelo. Quando as raparigas decidem praticar magia negra em busca de mais poder, começa a verdadeira acção. A Fairuza Balk é sublime no papel de Nancy Downs, a antagonista mais assustadora de sempre e má como as cobras, literalmente. O olhar maníaco dela ainda assombra os meus pesadelos.


#4. Cursed (2005)
NOTA: 4/10 | TRAILER: AQUI

SINOPSE: Ellie e Jimmy sofrem um acidente de automóvel nocturno, numa estrada pouco movimentada em Los Angeles. Ao tentar ajudar a vítima do outro carro que caiu para a floresta, são atacados por um lobisomem, ficando apenas com ferimentos leves. A partir daí vão carregar uma maldição que os transformará, lentamente, em bestas assassinas. A única forma de reverter a situação é descobrirem a identidade humana do monstro que os atacou, matá-lo e separando a cabeça do corpo.

OPINIÃO: Sabem aqueles filmes que são tão maus, mas tão maus, que acabam por nos conquistar? Para alguém brutalmente honesto na classificação de obras cinematográficas, acreditem que me custa imenso admitir que aprecio esta bela trampa. Nem a direcção do lendário Wes Craven conseguiu salvar uma narrativa tão mastigada e pouco criativa. É o típico filme de terror adolescente, altamente cliché. Dito isto, e por uma razão que desconheço, já cheguei ao cúmulo de o ver duas vezes de seguida. Lord have mercy.


#5. The Witches of Eastwick (1987)
NOTA: 6/10 | TRAILER: AQUI

SINOPSE: Um trio de bruxas invocam o homem dos seus sonhos na sua terra de New England, Estados Unidos. Será a chegada do rico e irresistível Daryl Van Horne uma simples coincidência ou o resultado dos poderes inconscientes das três mulheres?

OPINIÃO: Digam o que disserem, esta longa metragem tem um elenco de luxo. Com nomes de peso como Cher, Susan Sarandon, Michelle Pfeiffer e claro, Jack Nicholson, The Witches of Eastwick é uma comédia bem divertida e óptima para passar o tempo. É incrível como existe aquele charme característico das produções à anos 80, mesmo numa história tão tola como esta. Existem várias versões quer na grande tela como na pequena, inspiradas no best-seller com o mesmo nome, mas esta ocupa um lugar especial na minha memória.


#6. Mamma Mia! (2008)
NOTA: 6/10 | TRAILER: AQUI

SINOPSE: Sophie está noiva e quer encontrar o seu pai antes do grande dia. O problema é que não tem a certeza de quem ele seja. Após ler em segredo os antigos diários da mãe, descobre que o progenitor pode ser um de três amores do passado. Apesar de saber que a mãe não vai concordar, a jovem decide convidá-los a todos para o casamento, na Grécia.

OPINIÃO: Sinceramente não compreendo o ódio todo que esta adaptação recebeu. Em Portugal quebrou recordes de bilheteira mas a crítica podia ter sido mais simpática. Os ABBA são o grupo predilecto da minha mãe, portanto ouvi muitas vezes o best-off na minha infância. Com musicas extremamente viciantes, um roteiro igualmente ridículo e divertido e as paisagens das Ilhas Gregas como fundo, o que é que se quer mais? Se não é o suficiente tenho apenas duas palavras: Meryl Streep. Agora a sério, é uma excelente opção para assistir em família ou então sozinhos, para poderem cantar sem pudores. 


Quais são os vossos shitty movies favoritos? Já viram/gostam de alguns destes?

16 comentários:

  1. De todos os que falas aqui, apenas vi o Coyote Ugly e o Mamma Mia! e gosto bastante. Sou uma louca dos musicais e o Mamma Mia! não é, de todo, um dos meus favoritos, mas penso que está uma adaptação simpática e bem disposta. Além disso dá para recordar músicas intemporais dos ABBA que toda a gente gosta!

    Giveaway de um colar de 2 camadas com a Born Pretty ♥

    ResponderEliminar
  2. Ja vi essea filmes quase todos. Nao acho que sejam assim tao shitty. Nao sao os meus preferidos mas isso sao gostos! Beijinho

    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atenção, estes filmes não são os meus favoritos no sentido literal. São sim os que mais aprecio dentro do universo de obras de fraca qualidade :)

      Eliminar
  3. Já vi milhões de vezes o Mamma Mia e não desgosto, até o acho bem divertido!!

    ResponderEliminar
  4. Mamma mia é muito shitty! Hahaha mas vá, toda a gente tem os seus guilty pleasures :)

    ResponderEliminar
  5. Quando ninguem entende o que o post realmente quer transmitir #readingcomprehension

    ResponderEliminar
  6. Mamma Mia é tão bom!!! xD óptimo para levantar a moral, o que importa se é shitty? Tem o Pierce Brosnan a cantar Abba =P

    ResponderEliminar
  7. ahahahah Opa, adorei este post xD taaaaao verdade! Temos sempre aqueles guilty pleasures mesmo nos filmes... eu subscrevo tudo, menos o Mama mia, acho xD
    Beijinhos,
    O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

    ResponderEliminar
  8. O Coyote é um clássico mesmo.:p

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Um dos meus clássicos preferidos Coyote Bar :)

    ResponderEliminar
  10. Antes de mais... ESTE LAYOUT ESTÁ BRUTAL RICARDO!... e desculpa-me os gritos, mas quando coloquei a vista em cima do teu blogue, quase que tive um piripaque de entusiasmo! A sério, fizeste um ótimo trabalho aqui!

    Adiante!

    Se eu te disser que grande parte da minha lista de filmes por ver é a consequência de eu te seguir, tu acreditas? Sempre que falas de filmes, eu abro o link toda feliz com o facto de poder ter mais uns quantos na minha lista, embora não invista tanto tempo como queria nesta atividade!

    De todos os filmes de que falas, só assisti ao "Mamma Mia" e confesso de que não achei piada nenhuma! Talvez não o tenha visto com tanta fé quanto deveria, mas também não se encontra nos meus planos revê-lo... Aliás, sempre que o filme passa na televisão, tento escapar-me a todo o custo! Talvez não seja para mim ahahah. Quanto aos outros mencionados, fiquei bastante curiosa com uns quantos!

    R.: O teu alter ego gorducho sente sempre o cheiro de publicações que incluam comida. Podes admitir que eu não te julgo! x) Como alguém que está sempre a fazer bolos, garanto-te que o teu medo desvanecer-se-á se experimentares a receita que partilhei. Palavra de Lyne, é uma receita muito simples e rápida! Vale a pena!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  11. Wait, what...? Estou confusa, sempre chamei ao primeiro filme de Coyote Bar. Era assim que chamavam na TV! Tudo o que achava que sabia sobre o mundo está errado.

    Anyway, eu adoro o Mamma Mia e assumo-o sem vergonha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O título original é "Coyote Ugly" e a tradução em português "Coyote Bar" :)

      Eliminar
  12. Destes filmes só conheço mesmo o "Coyote Ugly" e o "Mamma Mia". E destes dois só vi mesmo o primeiro. E como tu, sempre que ele passa na televisão e tenho oportunidade de vê-lo, não a desperdiço. A minha versão desta lista inclui provavelmente muito poucos filmes, algo na linha do "The Holiday" e "The Duff". São autênticos clichés e não têm grande mestria cinematográfica, mas até que gosto mais deles do que alguma vez pensei (já que este até é um género que, geralmente, desgosto).

    ResponderEliminar
  13. De todos, só a Coyote é que gosto :)

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...