Pages

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Já chega, não? | Andar com o mamilo de fora

Agora que perdi as minhas peças de roupa favoritas fui forçado a fazer algo que detesto: ir às compras. Não estou imune ao feitiço dos sacos, mas o processo é esgotante. À falta de paciência habitual e discrepância de tamanhos entre diferentes lojas, juntou-se um novo factor bestial, a praga dos tecidos transparentes.

Não é de hoje que a indústria da moda está a tentar empurrar pelas gargantas do cidadão cosmopolita o conceito nude. Afinal de contas sex sells não é, Rihanna? Começou com a cor e depois umas peças menos opacas, resultando numa autêntica epidemia internacional. 

Na minha visita a Madrid, caminhava calmamente atrás da minha namorada quando de repente me apercebo que conseguia ver, detalhadamente, as cuecas dela. Não, não ia nua, mas usava uma saia de tule com um forro que afinal era transparente e ela não fazia ideia. O que se seguiu foi todo um diálogo que passou da comédia ao terror em cinco segundos. 

R: "Marta, as tuas cuecas dizem Minnie?"
M: "...Sim, porquê?"
R: "São cor-de-rosa, não são?"
M: "Como é que sabes?!"
R: "Pois... Dá para ver TUDO. Consigo ver o teu rabo nitidamente".

Estou longe de ser um entendido em moda, mas alguém me consegue explicar a lógica de existir um forro transparente? A sua função é de tapar ou "proteger" a pessoa, não "expô-la". Mais valia não colocarem nada! 

Em terras lusitanas, tenho andado investido em reencontrar algumas das minhas adoradas peças de roupa. Sou extremamente apegado às minhas coisinhas e isto anda a destruir-me o cérebro. Um dos artigos na minha quest é uma mera camisa de manga curta branca. Simples de encontrar, certo? Errado. 

Após uma série de visitas a lojas distintas, o resultado é sempre o mesmo. A não ser que queira andar exposto, a oferta é bastante reduzida. Nos cabides os tecidos parecem perfeitamente normais, leia-se opacos, mas quando os experimento, apercebo-me que estou a ver os meus mamilos a olharem para mim. Sendo moreno, escusado será dizer que se nota mais que numa pessoa com uma tonalidade mais clara. 

Apesar de ter engordado um pouco no últimos tempos, não posso dizer que seja cheinho, e mesmo assim, detestei o que ontem vi no espelho da H&M. Com uma das infames camisas brancas vestidas, não era só o peito que conseguia ver, mas toda a zona da barriga como se de um quadro em exposição se tratasse. Não bastava a disparidade de tamanhos das peças me deixarem a pensar que sou altamente desproporcional  numa loja sou uma lontra cujas calças não passam do joelho e noutra esse mesmo número fica-me a boiar, ou t-shirts que me chegam aos joelhos  como agora inventaram outra maneira de me sentir mal comigo mesmo. Fiquei tão impressionado, negativamente, que só me quis ir embora e inscrever-me num ginásio.

O meu problema não é com os adeptos desta moda mas sim com os fabricantes que parecem só saber produzir tecidos semi-transparentes. Com certeza que deve existir por aí uma maldita camisa branca opaca, mas nas marcas mais acessíveis, nada. Não me parece justo ou lógico que tenha que pagar mais por algo tão básico.


Já tinham reparado nesta "moda"? Sentem-se confortáveis com roupas semi-transparentes? 

9 comentários:

  1. Como te entendo! Connosco, embora a opção de escolha seja imensa, e apesar de eu gostar das transparências, acontece o mesmo: quantas vezes tenho que andar com sobreposições porque, bem, vir trabalhar com o soutien à mostra não é opção. O que me faz arrumar umas quantas peças quando o tempo aquece um bocadinho que seja. Mas a mim o que me irrita mais é a questão dos tamanhos - eu visto do 36 ao 42. Lol. Does that make any sense?!

    Jiji

    ResponderEliminar
  2. O mesmo para as mulheres, completamente! É IMPOSSÍVEL encontrar uma camisa ou blusa que não tenha alguma transparência, coisa que detesto. Para me verem o soutien vale mais andar com ele à mostra, sem nada.

    Marli, do My Own Anatomy 🌵

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente a culpa é de alguns materiais usados em determinadas linhas de roupa.
    Se antes tinhamos que nos preocupar em escolher os modelos agora é toda uma procura e cuidado pelos materias

    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. oi, oi.

    nunca havia reparado nesse lance das roupas claras. na vdd, sei muito pouco sobre moda. sempre quando vou às compras, já sei o que vou levar e onde está. mas... confesso q de vez em quando me assusto com as roupas da vitrine. é cada coisa estranha...

    abç!
    Não me venha com desculpas

    ResponderEliminar
  5. Finalmente alguém me percebe! Tenho andado a debater-me com essa questão há meses! E quando queres uma camisola ligeiramente (o ligeiramente é essencial aqui) curta e só encontras coisas que te servem como sutiã? Desesperante! Já nem falo no facto de gastar S numa loja e L noutra. 36 numa e 40 noutra. Epa, afinal ficamos onde mesmo?
    Pode parecer contraditório dado o blog que tenho, mas odeio moda. Profundamente. Querem-nos impingir cada coisa estúpida que acabo por não comprar nada e mandar fazer numa costureira :p
    xx, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar
  6. Eu odeio peças transparentes e, não sei porquê, chegando o verão parece que é tudo o que se consegue encontrar! Estou contigo na tua luta =P

    ResponderEliminar
  7. Nesta altura do ano, não duvido nada que não se encontrem camisas opacas. Eu diria que com um bocado de sorte, aparecerão de novo com as novas colecções, no final do Verão. Eu por acaso até gosto de peças semi-transparentes; mas ao usar só mesmo em tops/blusas/camisas. E também já tinha reparado na discrepância de números entre lojas, mas honestamente até que já me habituei a esta "nova" realidade.

    ResponderEliminar
  8. depende da peça de roupa e depende da transparência. há kimonos bonitos com alguma transparência... ou um vestido opaco com mangas ou detalhes transparentes... depende muito. mas nem sabia que estava na berra ;p

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...