Pages

sexta-feira, 8 de abril de 2016

TGW RECOMENDA | Álbuns a ouvir #12


1. Zayn | Mind of Mine
MUST LISTEN: PILLOWTALK | IT'S YOU | REARVIEW | BEFOUR | TIO | LIKE I WOULD | GOLDEN | DRUNK | FLOWER

Nunca fui grande apreciador dos One Direction, mas se há coisa que sempre disse, é que o Zayn era o meu elemento favorito. Ao contrário da maioria das pessoas que, no que toca a grupos, prefere os que não cantam nada Posh Spice? aprecio uma boa voz. Abandonar os outros quatro mosqueteiros foi a melhor decisão que o jovem britânico podia ter tomado. Num registo mais adulto, a recepção não podia ter sido melhor. O single de estreia, "Pillowtalk" foi nº1 nos Estados Unidos  algo que os 1D nunca conseguiram , seguindo-se o álbum também no topo da tabela.

Mind of Mine não é perfeito, mas anda lá perto. A sonoridade POP adolescente deu lugar a um R&B mais calmo e sensual. As letras não são propriamente obras poéticas, focando-se quase exclusivamente em sexo e bebidas/drogas, só porque sim, sem qualquer conteúdo. Graças às melodias e vocais igualmente fortes e suaves, passa. Curiosamente, uma das minhas faixas preferidas nem sequer é uma música inteira, mas sim uma interlude. "Flowers" é um momento mágico e etéreo, cantado inteiramente em Urdu. Até agora a escolha dos singles tem sido acertada, mas resta-me fazer figas para que "Rearview" seja o próximo.

2. Lissie | My Wild West

My Wild West é o primeiro álbum da Lissie na sua própria label e o título não podia ser mais acertado. As melodias gritam faroeste, podendo servir de música de fundo para um qualquer filme de cowboys ou numa versão mais actual, num bar recôndito do Texas.

Seguindo a mesma linha rock/folk de trabalhos anteriores, a cantora norte-americana demonstrou, uma vez mais, as suas excelentes capacidades como compositora. Letras hipnotizantes e cheias de sentimento. A sua voz rouca mantém-se como um dos pontos altos da produção, chegando mesmo a lembrar a Sia em faixas como "Ojai". Apesar de coeso e tecnicamente bem conseguido, esperava mais. A escolha de singles tem sido miserável, especialmente com os competentes "Hollywood" ou "Wild West" em fila de espera.

3. Birdy | Beautiful Lies

Pensar que ela tinha apenas 14 anos quando lançou a cover da "Skinny Love" do Bon Iver. Cinco anos e dois álbuns de estúdio depois, Birdy está de volta com Beautiful Lies. Se estiverem à espera de uma mudança de estilo, lamento desiludir-vos. O terceiro trabalho de estúdio da jovem inglesa é a prova de que não é necessária uma inovação constante quando encontramos uma fórmula de sucesso. Dito isto, é notável uma evolução emocional, transcrita nas letras mais honestas e adultas.

Beautiful Lies tem um certo requinte sonoro capaz de nos acalmar e embalar num sono profundo. Sou-vos sincero, tive uma das melhores sestas no comboio ao som deste álbum (não é um comentário maldoso). O casamento entre POP e INDIE continua mais forte que nunca, apoiado de arranjos imaculados e a sua melancolia habitual.

4. Elliphant | Living Life Golden
MUST LISTENLOVE ME BADDER | WHERE IS HOME (ft. Twin Shadow) | EVERYBODY (ft. Azelia Banks) | STEP DOWN LOVE ME LONG (ft. Major Lazer & Gyptian) | ONE MORE (ft. MØ)

Após figurar a minha lista de "20 Best Underrated Singles of 2015" com "Love Me Badder", Elliphant lançou, finalmente, o primeiro disco de inéditas, Living Life Golden. Num mundo com a Iggy Azalea a ser ridiculamente massacrada, uma sueca cantar com um sotaque jamaicano é motivo que sobra para um motim. É nestas alturas que ser-se um artista praticamente desconhecido dá jeito, ah!

Fiel às produções apresentadas nos últimos meses, a cantora encontrou um balanço ideal entre a os estilos musicais que a inspiram - do dancehall ao reggae, passando pelo synth-pop e Sandipop. Living Live Golden está longe de ser fantástico, mas é surpreendente apelativo e interessante. Com colaborações bem conseguidas e melodias viciantes, resta saber se é o suficiente para convencer o público a nível internacional.

OUTROS ÁLBUNS A OUVIR (AQUI)

Já ouviram algum dos quatro álbuns? Qual é o vosso favorito?

7 comentários:

  1. oi, oi.

    assim como vc, tbm não sou tão fã do 1D, mas até curto algumas músicas. fiquei mó triste pela saída do Zayn, mas ele teve seus motivos, né? não cheguei a ouvir todas as músicas do álbum dele, mas curti muito "pillowtalk".

    outro álbum que curti foi o da Birdy. ficou tão lindo e cheio de sentimentalismo... <3

    abç!
    Não me venha com desculpas

    ResponderEliminar
  2. Já ouvi o do Zayn, mas não achei muita piada. E, a cantar ao vivo a "It's You", achei só um horror. Mas sou suspeita, porque não simpatizo com o moço. Acho-o tão infantil e "drama queen", que tudo o que sai daquela boca serve para revirar os olhos. (Mas acho-o giro. :'D Enfim...)

    Não sabia que o da Birdy já tinha saído, mas vou já ouvir. Gosto tanto, mas tanto dela. *.*

    Não conheço as outras duas meninas, mas vou ficar de olho, depois de ouvir a Birdy até me cansar. :)

    ResponderEliminar
  3. Ouvi recentemente o álbum do Zayn e também me rendi. No momento, ando viciada no ANTI da Rihanna, que não me ganhou das primeiras vezes, mas que agora tenho adorado!

    ResponderEliminar
  4. Destes todos, só ouvi o Zayn e nem sequer foi o álbum, foi mesmo só uma música... mas até gosto (;

    ResponderEliminar
  5. Em tempos em que ouvia os One Direction, o Zayn até podia não ser o meu favorito mas sem dúvida que sempre foi a voz que se destacou em todas as músicas. Boa decisão para ele, e má para a banda que, honestamente, perdeu muito quando ele saiu. Eu ainda não ouvi todo o álbum mas até ao momento gostei das músicas que já ouvi.

    A voz rouca da Lissie é mesmo agradável de se ouvir. A "Wild West" é bem gira. Penso que nunca tinha ouvido a Birdy apesar de já ter ouvido falar dela. A verdade é que a voz dela agradou-me bastante. Tenho de ver se conheço mais do seu trabalho.

    ResponderEliminar
  6. Até ao dia de hoje, só me aventurei pelo álbum do Zayn e, tal como tu, nunca fui grande fã dos 1D e concordo quando dizes que a saída dele foi a mais acertada para a sua carreira. Basicamente, todas as faixas têm o seu encanto e conquistaram-me mais do que eu esperava.
    Apesar de nunca ter ouvido das últimas artistas, fiquei bastante curiosa! Mas nada que uma boa viagem pelo spotify não resolva eheh!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  7. Por acaso já ouvi o álbum do Zayn e apesar de ter adorado a Pillowtalk, não fiquei muito fã do resto do álbum. Quanto à Birdy, ainda não ouvi o álbum todo, mas do que já ouvi, adoro

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...