Pages

sexta-feira, 4 de março de 2016

Mentiras da Infância


Em conversa com o meu irmão mais novo, começámos a relembrar-nos de algumas mentiras que os nossos pais nos contavam quando éramos crianças. Com certeza todos vocês passaram pelo mesmo, desde a existência do Santa Claus ao incentivo a comer cenouras para ficar com uns olhos bonitos. Reuni apenas as seis mais comuns, para mim, mas tenho a certeza que ainda existem mais que me escaparam.

#1. Pai Natal
Com um enorme espírito natalício desde muito novo, já contei (AQUI) como foi o dia em que o Pai Natal morreu. Independentemente da minha professora da primária ter destruído por completo a minha fantasia infantil, o certo é que foram os meus pais que me incutiram a ideia do velhote de barbas brancas mais popular do Pólo Norte. Escrevia cartas com os meus desejos de presentes e ficava à espera que eles surgissem, magicamente, de baixo da árvore de Natal.

#2. Fada dos dentes
Quando os meus dentes de leite começaram a cair, a minha tia disse-me que se os guardasse em baixo da almofada, a fada dos dentes deixava-me uma moeda em troca deles. A ideia de alguém ou alguma coisa entrar no meu quarto de noite, enquanto dormia e, aproximar-se de mim, deixou-me mais assustado que entusiasmado. De qualquer maneira, o dinheiro fala mais alto e até em pequeno, queria moedas! Um dia os meus pais esqueceram-se de fazer a troca e quando os confrontei conheci a verdade. Belos tempos em que era tão fácil ganhar uns tostões, ah!

#3. Se não comeres tudo, o papão vem-te buscar
Ao que parece esta não era assim tão comum como pensava. O certo é que das poucas vezes que não me apetecia comer  um fenómeno que só se revelava quando havia peixe cozido ou caldo verde ao jantar  a minha mãe dizia sempre o mesmo, tanto a mim como ao meu irmão: "Se não comeres tudo, o papão vem-te buscar". Quanto a vocês não sei, mas eu tinha um medo do caraças do mítico papão! Sabem qual é a pior parte? É que imaginava-o sempre como se ele fosse o Macaco Adriano do Big Show SIC. Que vergonha!

#4. Se comeres cenouras ficas com os olhos bonitos
Acredito que fiquem mais saudáveis, mas bonitos? Nah. Mais uma das mentiras que os pais contam aos filhos para fazê-los comer vegetais. Felizmente ainda ninguém se lembrou de dizer que se comeres brócolos ficas com um cabelo mais sedoso. Acho que fazia greve de fome.

#5. Quando morres tornas-te numa estrela
De todos os pontos, este é o único que "desculpo". Apesar de não ser verdade, é algo bonito e reconfortante. Por muito irrealista que seja, o pensamento de que está alguém lá em cima a olhar por nós pode ser uma mais-valia para muitas pessoas. É o equivalente ao "quando morres vais para o céu".

#6. A mãe depois compra
Quantas, mas quantas vezes não ia ao supermercado com a minha mãe, via um boneco que gostava, pedia-lhe e a resposta era um disco riscado "a mãe depois compra". Nunca fui miúdo para birras ou de fazer exigências, aceitando sem problemas quando não me davam certas prendas. Ainda assim, qualquer criança fica um pouco triste quando não tem um brinquedo que tanto queria. Hoje em dia tenho pena dos meus pais, pois imagino que não seja nada agradável querer dar um presente e não poder.


E vocês, que mentiras vos contavam em crianças? Temos pontos em comum?

14 comentários:

  1. Este texto fez-me perceber que os meus pais eram pouco dados a mentiras fofas e que com isso tiraram um pouco da magia do que é ser-se criança :( Nunca acreditei no Pai Natal... os meus pais levavam-me com eles quando iam comprar os presentes e vi-a sempre a minha mãe a embrulha-los (já decidi que quando tiver filhos não vou fazer nada disto); no dia em que cheguei a casa e disse-lhes que ia pôr o dente que me tinha saído debaixo da almofada para a fada dos dentes me dar dinheiro riram-se e disseram-me que ela não existia; também nunca me disseram que as pessoas quando morrem se tornavam uma estrela, diziam só que iam para o céu e isso bastava-me.
    As únicas mentiras que me disseram foram: os bebés vêm em cegonhas e diziam-me muitas vezes que se não me portasse bem que o papão vinha buscar-me durante a noite. Depois ficavam muito admirados quando me apanhavam a dormir com a cabeça coberta e ao fundo da cama xD

    ResponderEliminar
  2. "A mae depois compra" que classico LOL

    ResponderEliminar
  3. Também ouvi várias vezes o "a mãe depois compra"! xD
    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. Contaram-me quase todas. A da fada dos dentes durou pouco, acho que me esquecia de colocar os dentes debaixo da almofada. A do pai natal infelizmente descobri cedo - falta de jeito dos pais - e foi um drama total. A do papão nunca me disseram! Passei por uma fase em que comia pouquíssimo, mas nunca me «ameaçavam» com o papão - ou então tentaram e eu não liguei muito. Mas diziam-me isso da cenoura. O "a mãe depois compra" também me deve ter acontecido algumas vezes, mas tal como tu eu não fazia grandes birras nem era uma criança muito exigente, pelo que não me lembro. O das estrelas, ainda finjo que acredito (ridícula, eu sei) - mas como dizes, é reconfortante.

    ResponderEliminar
  5. Agora viajei no tempo...todas essas 'mentiras' fizeram parte da minha infância também!

    ResponderEliminar
  6. Awww eu também me lembro do tempo em que escrevia cartas para o Pai Natal todos os anos, mas acho que foi algo que não durou muito tempo. Honestamente poucas são as memórias que eu tenho de acreditar no senhor de barbas brancas. E no meu casa também soube que ele não existia quando estava na Primária, mas foi a minha bisavó materna que mo disse. Por muito mau e consumista que isto soa, a verdade é que na altura não me importei porque os presentes apareciam na mesma :p

    Isso da fada dos dentes nunca me fizeram acreditar, até porque era preciso ir ao dentista para me arrancarem os dentes de leite que não caiam naturalmente. Desde pequena que só dou autorização à minha dendista para me tocar nos dentes. Do resto, so tenho em comum a deixa das cenouras; mas honestamente não sei porque é que os meus avós me diziam isto, porque eu sempre adorei cenouras (e ainda agora é assim).

    Acho que estas "mentirinhas" basearam-se apenas a isto. Tirando a parte do Pai Natal, os meus pais nunca entraram muito nestas cenas. E como eu não era de fazer birras, estes recursos não eram necessários.

    ResponderEliminar
  7. Estou a ver que ou os meus pais não eram muito bons a mentir ou que eu os topava facilmente, uma vez que de todas as mentiras que mencionaste, só me lembro de acreditar numa "Se comeres cenouras ficas com os olhos bonitos". Acredito que só funcionava porque o meu irmão, apenas um ano mais velho, tem olhos azuis e eu castanhos, portanto isso dava-me alguma esperança xD

    ResponderEliminar
  8. Todas essas mentiras fazem com que a nossa infância, fosse realmente uma infância. Os miúdos de hoje já não acreditam em nada do que nós acreditávamos. Tínhamos uma visão do mundo totalmente diferente, achávamos que tudo era mágico. Agora só querem saber de computadores e tudo isso, e os pais já nem ligam a nada do que é fantasia, o que é uma pena. Faz sempre falta sonhar um pouco!
    Gostei imenso do blog, vou seguir :) dilostmoon.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Looool o teu ponto nº4 e o teu ponto nº6, fazem todo o sentido, os outros a minha mãe nunca me disse.
    E também acho que fazia greve de fome se a minha mãe eventualmente fosse dizer que comer brócolos faz ter um cabelo mais sedoso!... E não lhe dês ideias!

    ResponderEliminar
  10. Curiosamente na minha família nunca houve a tradição do Pai Natal, da Fada dos dentes ou o Papão. Lembro-me no jardim de infância, todos os miúdos acreditavam no Pai Natal e eu fazia questão de dizer que não existe, minha mãe e os meus familiares ofereciam-me os presentes directamente. A cenoura sim, minha mãe dizia-me sempre isso, eu até hoje adoro cenoura crua, sou quase um coelho lol :)

    Linha Reta | Facebook | Instagram | Pinterest

    ResponderEliminar
  11. Praticamente eu ouvi essas desculpas todas, sem pôr nem tirar.

    ResponderEliminar
  12. Já me contaram várias dessas mentiras, mas a gente descobre a verdade à medida que a gente cresce. As crianças também tem aquela mania de achar que seus pais são super heróis também né?! Tem muito disso.

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. 'A mãe depois compra' ahahh opa foi a mais cómica de todas! Também nunca fiz birras, mas lembro-me de me dizerem isso muitas vezes e eu lá aceitava :p
    xx, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar
  14. A fada dos dentes é um clássico! Já a do papão, sempre odiei que se dissesse isso às crianças... elas ficam com medo do quê exactamente? É absurdo...

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...