Pages

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Para o ano há mais

Até há bem pouco tempo atrás pertencia ao grupo de sonhadores que perdiam tempo a imaginar listas com todos os desejos para o ano seguinte. Numa tentativa desesperada de fazer o génio aparecer e me conceder três, até o sacrifício de comer 12 passas eu ultrapassava. Por entre coisas fúteis ou simplesmente irrealistas, mantinha-me esperançoso, "quem sabe?". O relógio não pára e as raízes, em constante crescimento com que fiquei de tanto esperar, também não.

Não vos vou presentear com todo um texto inspirador no qual relato, detalhadamente, como 2015 foi um ano de crescimento pessoal e de mudanças. Pois. Não. Os meses passaram e os únicos acontecimentos interessantes na minha vida foram colocar uma espécie de aparelho dentário e o aparecimento do primeiro cabelo branco. Arranjem-me um andarilho e ninguém me pára. 

Estagnado há dois anos, deixei-me de ilusões. As probabilidades de ir viver para a Califórnia são inexistentes, e muito menos de me tornar numa estrela musical. "Rapaz noctívago que apesar de realista sonha ganhar um Óscar"  com esta timidez execrável, podes continuar a sonhar, amigo. O meu discurso pode parecer derrotista, mas no meio de tantas publicações, por essa blogosfera fora, repletas de unicórnios e arco-íris, parece-me importante falar sobre o outro lado da moeda. Boa, agora vocês vão ficar a pensar que sou o Grinch do Reivellon.

Sarcasmos de lado, estou ansioso pela passagem de ano. O meu medo é o que vem a seguir. Para alguém que terminou o curso há quase três anos, e no top três da turma, escusado será dizer que não pensei que as coisas fossem tomar este rumo. A sanidade mental decidiu por mim, o meu maior desejo é arranjar um emprego. Tenho evitado ao máximo ceder aos call centers que tanto abomino ou a ofertas do género "Colaborador de Marketing" maneira pomposa de classificar um distribuidor de panfletos — mas não posso continuar eternamente à espera que me respondam. 

Ainda que apreensivo, por saber que nem sempre as coisas correm como nós queremos, estou estranhamente confiante que 2016 será o meu ano. Lá está a veia de "sonhador" que referi no início. Embora o batimento cardíaco esteja baixo, enquanto o coração pulsar, a esperança não morre. Só espero não me arrepender destas palavras.

Tenho estado consumido por um "projecto" há algum tempo e finalmente vou poder partilhá-lo com vocês. Reservei a primeira semana de Janeiro para o "Best of 2015" nas áreas de música, cinema e televisão. Normalmente faço-o (antigos blogs) nos últimos dias de Dezembro, mas digamos que levei mais tempo do que esperava numa certa tarefa. Agora é só esperar.

Visto que esta será o meu último post do ano, queria aproveitar para desejar umas óptimas entradas e agradecer-vos por continuarem aí, desse lado. Muito, muito obrigado!

14 comentários:

  1. Desejo-te a maior sorte do mundo nessa área dos empregos. Posso ser ainda muito novinha, mas sei que não está fácil para ninguém, muito menos para os que terminaram o curso que queriam fazer para depois não terem "nada em troca". E dói-me ainda mais essa situação porque muito provavelmente posso vir a passar pelo mesmo mas nunca se sabe. :P
    Espero que entres bem confiante no ano de 2016 e fica bem ciente de que pró ano ainda estou aqui pró que der e vier.

    avidadelyne.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Oh rapaz. Que 2016 te traga uma visão melhor das coisas - e um emprego decente, que bem é preciso para muita gente! Acima de tudo, mantém a luzinha da esperança, caso contrário a espiral descendente não pára...go ahead!

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Oi, oi!

    Se você só você que estive nessa luta de emprego, as coisas estariam ok. Aqui no Brasil tá todo mundo pirando também, inclusive eu. Porém, assim como você, estou confiante de que 2016 será um bom ano a todos. Amém?!


    Feliz ano novo pra ti!

    ResponderEliminar
  4. Concordo com você. Não vou dizer que 2015 foi o pior ano de todos, mas também não foi o melhor e, apesar de que a boca das pessoas só falarem uma coisa (a Crise, sim com c maiúsculo), achei o ano bastante estagnado o que vai me dando sensações ruins quanto a 2016.
    Enfim, estou ansiosa pra saber mais sobre o "Best of 2015" porque mesmo eu não comentando sempre eu gosto muito do The Ghostly Walker e sempre que posso estou passando por aqui :)
    Boas festas e feliz ano novo!
    Estante de uma Fangirl

    ResponderEliminar
  5. Morri completamente nesta parte: "Grinch do Reivellon"

    O meu 2015 foi diferente do teu, como não podia deixar de ser. Idades e experiências diferentes. Mas espero que nunca deixes de sonhar e de lutar por eles. Deixa o optimismo fazer parte da tua vida!

    Bom ano, Ricardo. :)

    ResponderEliminar
  6. Boa sorte com este novo ano :) Pode ser que uma oportunidade de emprego surja quando menos esperares!

    ResponderEliminar
  7. Que tenhas um 2016 repleto de coisas boas e que seja O ano que tanto anseias :)

    ResponderEliminar
  8. Também tenho a (boa) sensação que 2016 será o meu ano. E aposto que vai ser incrível para ambos, Ricardo. Resta-me desejar-te boas entradas e tudo, mas mesmo tudo de bom. Apesar de não nos conhecermos "à séria", tenho a certeza que és um rapaz incrível e mereces tudo de bom (e do melhor). Portanto, que 2016 seja o teu ano. Que arranjes finalmente um emprego (que te faça feliz, é claro!) e que - não sei bem como - não volte a aparecer nenhum cabelinho branco. Confesso que morro de medo que esse dia chegue à minha vida. Tudo de bom e... cá estarei em 2016 para acompanhar o crescimento do TGW e para ficar a par das tuas aventuras (sempre interessantes). Um abraço!

    ResponderEliminar
  9. Adorei as tuas palavras e acho que podes pensar no ano de forma positiva se te limitares a criar metas alcançáveis, metas que dependem só de ti :) btw, este texto está super bem escrito. ADORO!!
    Gosto muito do teu blogue, até para o ano.

    ResponderEliminar
  10. O segredo é não parar e o nosso dia há-de chegar com as coisas que mais desejas e para as quais trabalhas-te. Não acontece tudo só por pedir, porque isso seria demasiado fácil, mas se for algo que queremos mesmo nunca devemos perder a esperança e nunca devemos desistir (nem que estejas desdentado e num andarilho!).

    Bem, anima-te e feliz ano novo.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. A esperança é a última a morrer, sempre! Este ano, diferente dos outros anos e apesar das coisas más, tenho muito, mesmo muito agradecer e com certeza vais passar essa fase menos boa da tua vida e vais conquistar até mais que que esperas e rir-te do que aconteceu anteriormente. Em alguma altura a sorte volta para nós, mas não podemos perder a esperança!

    Desejo-te, honestamente, muitas conquistas em 2016, começando justamente por conseguires um emprego (:
    Beijinhos,
    Catarina Gomes | Cenas Duma Rapariga Complicada

    ResponderEliminar
  12. Espero que tenhas um óptimo ano :D

    Cátia »« Blog Meraki

    ResponderEliminar
  13. Como eu te compreendo. Confesso que o meu maior desejo para este ano é também conseguir trabalho..
    Por isso boa sorte para este ano!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  14. Bom ano!! Temos que pensar positivo =) Valoriza-te, vai à luta e acredita em ti ^^^
    ***

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...