Pages

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Pride & Prejudice & Zombies: Dawn of the Dreadfuls

Autor: Steve Hockensmith
Editora: Quirk Books
Nº de páginas: 287

Sinopse: 
Quatro anos antes dos eventos de "Orgulho e Preconceito e Zombies", esta história começa com as irmãs Bennet a desfrutarem de uma vida tranquila no countryside inglês. Elas desperdiçam os dias a ler, jardinar e sonhar com os futuros maridos, até que um funeral na paróquia local tem um desfecho estranho e horrível.

Subitamente, cadáveres começam a sair da terra e só há uma família capaz de os deter. Enquanto os corpos se vão acumulando, vemos Elizabeth Bennet evoluir de uma jovem adolescente ingénua para uma selvagem caçadora de mortos-vivos. Pelo caminho, dois homens disputam o seu afecto: Marter Hawkswort, um poderoso guerreiro que a treina para matar, enquanto o Dr. Keckilpenny procura controlar os zombies através da ciência em vez da força. Completo com romance, acção, comédia e um exército de mortos, "Pride and Prejudice and Zombies: Dawn of the Dreadfuls" vai fazer a Jane Austin dar voltas na sepultura. Literalmente.

Opinião: 
Sinto que preciso reconsiderar as minhas escolhas literárias, mas em minha defesa, trouxe o livro por engano. Adivinharam meninas e meninos, é hora de contar uma história! Certo dia o Ricardo viajou para a Inglaterra onde passou uma semana a andar feito barata tonta de um lado para o outro. Deixou as compras para o último dia e não teve tempo para fazer escolhas ponderadas. Ao entrar numa loja com promoções de leve dois (livros, cd's, dvd's) por 4 pounds, fiquei grogue. Com menos de uma hora para ir a casa buscar as malas e partir para o aeroporto, vi uma menina creepy na cama do livro e pensei, "eh, why not?". Qual é o meu espanto/horror quando chego a Portugal, e olho bem para a capa. "Orgulho e Preconceito... e Zombies?!", morri. A minha namorada quase chorou a rir com a situação, mas espero que isto vos sirva de lição quando forem viajar.

Contrariado e irritado por ter gasto dinheiro no livro (não me interessa se foi quase dado), lá lhe dei uma chance. Nem sei o que vos diga. Sabem quando vão a um buffet e ficam a abarrotar, mas ainda se sentem obrigados a comer a sobremesa porque além de gulosos, pagaram por ela? Foi o que senti ao ler esta "obra".

Como se não bastasse a relação descabida de personagens da literatura clássica com mortos-vivos, a escrita dá-me vontade de arrancar os cabelos. A insistência nas múltiplas descrições dos diferentes tipos de gritos de guerra das irmãs Bennet é algo que nunca conseguirei ultrapassar. Para uma trama de acção, o autor perde demasiado tempo com as cenas de treino das raparigas e outros momentos nada emocionantes ou apelativos. Tenho a plena consciência de que isto se trata de uma paródia cujo objectivo é precisamente cair no ridículo, mas nem assim me convenceu ou sequer fez rir.

Curiosamente, parece que a internet não concorda comigo. A maioria das críticas elogia o facto do Steve Hockensmith ter criado uma história original com personagens da Jane Austen, em vez de rescrever um romance da Jane Austen com zombies  como o antecessor "Pride and Prejudice and Zombies" (2009)  é que até o título é de uma mediocridade tremenda.

Como não li o primeiro volume, não tenho forma de comparação, mas com o pouco que encontrei online, sou forçado a concordar com os leitores. Se o autor tivesse dado outro nome às personagens da prequela (2010) em vez das "irmãs Bennet", seria simplesmente um péssimo romance zombie passado na era Victoriana.

No meio do caos, nem tudo está perdido. Além das ocasionais ilustrações bem conseguidas e, por vezes hilárias, de Patrick Arrasmith, achei interessante a forma como a sociedade da época foi retratada. Quando as irmãs começaram a treinar pela primeira vez, ficaram vistas como párias sociais, devido ao sexismo em volta do papel tradicional da mulher como dona-de-casa que só serve para servir o marido. No entanto, quando o quinteto ninja estava a salvar as pessoas que as ostracizaram, já eram populares e bem-vindas. Típico.

Assim que soube que a adaptação cinematográfica de "Pride and Prejudice and Zombies" vai ser lançada no início do próximo ano, senti a obrigação de vos avisar: não gastem dinheiro! Se forem como eu que gosto de ler os livros antes de ver os filmes, peço-vos que fechem os olhos. Hoje é que vou ter a certeza se as pessoas efectivamente lêem ou não os posts, ah! A sério, não recomendo esta obra a ninguém, a não ser que seja um apreciador de escrita rudimentar e imagens de monstros. Claro que vou querer ver o filme, mais que não seja para comprovar as minhas suspeitas, mas não me apanham numa sala de cinema, isso vos garanto.


Já conheciam a saga "Pride and Prejudice and Zombie"? Pretendem ver o filme?

5 comentários:

  1. Gosto tanto do Pride and Prejudice que seria impossível ler tamanho desrespeito pelas personagens da Jane Austen. A tua review confirmou o que pensava, é mesmo péssimo :P

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia, mas honestamente até que me deixou curiosa xD
    Tiveste uma história bem engraçada estás a ver ahah xD

    xoxo ❤, Sophie*
    http://www.wordsofsophie.com

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia nem fiquei com vontade de conhecer =P

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia o livro mas fiquei bastante curiosa :)

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. bem com o que disseste sobre o livro acho que nao vou de certeza nem comprar nem ver ofilme ahahah pensa assim. .foi quase dado. .. ahahaha


    ps: nao consigo mesmo dormif depois das 6,40.. adormeco sempre as 22,30 mais ou menos.. hoje tou entretida ahaha

    beijinhos.. ps gostei do blog

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...