Pages

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Medos & Fobias


Ninguém gosta de admitir mas todos nós temos medo de alguma coisa. Até a pessoa mais corajosa do mundo pode ter um ponto fraco, um pavor capaz de a paralisar. Infelizmente sofro de umas quantas fobias e resolvi partilhar convosco as cinco principais.

#1. Ofidiofobia

Numa visita ao Jardim Zoológico com o infantário, descobri a minha primeira fobia. De um dia inteiro a passeio, só tenho gravado na memória o que se passou no Reptilário. Imaginem a cena: o Ricardo, com uns cinco aninhos, doce e inocente, resolve olhar para um dos inúmeros "expositores", quando de repente uma cobra se lança de boca aberta ao vidro. Não, não estou a inventar, isto aconteceu mesmo. Como devem calcular fiquei completamente aterrorizado e até hoje não consigo sequer ver imagens de cobras. Filmes como "Anaconda" e "Serpentes a Bordo" são uma tortura. Até ver a Nagini do "Harry Potter" em 3D fez-me esmagar a mão da minha namorada. Se me assustarem com uma cobra ou aranha de plástico não me responsabilizo pela vossa segurança.

#2. Aracnofobia

Se por um lado nunca tive que lidar com cobras, o mesmo não pode ser dito sobre as aranhas. Esta é sem dúvida alguma a fobia com que lido mais vezes. Não consigo precisar o momento em que este medo começou, mas acompanha-me desde criança. Não faço distinção entre elas, tudo me assusta/dá nojo. Até uma aranha bebé é motivo para levar as mãos à cabeça e querer pegar fogo ao quarto. A pior parte é que nem estou a exagerar. Quando era mais novo cometi o erro de me armar em forte e ver o filme "Aracnofobia" sozinho. Se já assistiram a esta bela obra cinematográfica, duvido que tenham conseguido aguentar a cena da cave sem desviar o olhar. Já estou com urticária! Por vezes é frustrante falar disto porque nem todas as pessoas compreendem o facto de um rapaz ter medo deste animal de oito patas. O horror, alertem as televisões!

#3. Algas e rochas

Calma, não fiquem a pensar que sou um tolinho. Ver uma alga na areia ou as rochas da praia não me causam qualquer tipo de transtorno. Contudo, se estiverem no fundo do mar, frito a pipoca. Há quem tenha um medo enorme que apareça um tubarão, eu tenho pavor de coisas "escuras" na água. Este desconforto não me condiciona, mas garanto-vos que se estiver no mar e de repente vejo uma rocha em baixo de mim, nado como se não houvesse amanhã. Por muito que tente, não encontro uma explicação para este medo.

#4. Espaços apertados

Não, para mim não se enquadra na categoria de "claustrofobia". Não tenho nenhum problema em estar num espaço fechado como um elevador, por exemplo. No entanto, sou capaz de ter um ataque de pânico se pensar que estou num local apertado de onde não consigo sair. O mais estranho é que nunca me aconteceu. Sempre que vejo um filme em que os actores têm que rastejar por condutas de ar ou túneis em catacumbas, o meu coração para. Para terem noção, até me custa a respirar só de os ver naquela posição. Noutra vida devo ter morrido preso num cenário do género, só pode.

#5. Aeroacrofobia / Abissofobia 

Embora o medo de alturas seja o mais popular entre as pessoas, comigo não é assim tão simples. Não posso dizer que tenha pavor de lugares altos pois consigo estar debruçado na janela de um prédio sem me sentir mal. O meu medo é mais direccionado com a questão da segurança em locais altos ao ar livre (aeroacrafobia). Daí incluir o medo por penhascos e precipícios (abissofobia) no mesmo tópico. Só de me imaginar na beira do terraço sem corrimão de um edifício ou junto a uma falésia, já fico com os meus níveis de ansiedade a disparar. A ideia de não estar seguro e poder cair é o verdadeiro papão nestas duas fobias.

Acreditem que tenho mais medos, mas prefiro evitar que me vejam como uma pobre alma atormentada (se bem que não estariam completamente errados, ah!).

Temos pontos em comum? Quais são as vossas maiores fobias?

15 comentários:

  1. De todas as que referiste aqui, apenas a das aranhas. Sinto precisamente o mesmo que tu, uma sensação horrível!

    ResponderEliminar
  2. DETESTO, POR TUDO, ARANHAS. é horrível.
    Apanhei um trauma tão grande quando era pequena que agora nem vê-las.
    Era inverno, a lareira estava acesa e já era tarde. o meu pai já dormia... Ainda me lembro de estar a ver a MTV, bem chegadinha à lareira... junto de mim também estava o cesto da lanha um pouco húmido devido à chuva.
    Lembro-me de sentir comichão na perna esquerda e coçar, depois disso senti uma humidade bem estranha na perna e quando dei conta tinha uma BIG ARANHA morta na minha perta! OH MY GOD!

    Foi a maior aflição de sempre e jurei para NUNCA mais.

    beijinho,
    cris.
    http://deixa-me-contar-te.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Descobri o nome de uma das minhas fobias - Aeroacrofobia / Abissofobia - um dia fui à Estónia e depois de ter pago a visita a um monumento vejo que uma das partes da visita consiste em subir uma torre que para além de ser super apertadinha (isso não me meteu confusão) tinha umas escadas super a pique, altas e sem corrimão. Tentei subir aquela porcaria três vezes, mas não consegui porque ainda para mais no mesmo sitio em que se subia também se descia (normalmente nestas coisas sobe-se por um lado e desce-se pelo outro para evitar confusões) e então olha fiquei lá em baixo à espera das pessoas que me acompanhavam e fui gozada o resto do dia. Estradas sem protecção - aquelas de montanha - é coisa que me faz ir toda encolhida no carro e cheia de dores de barriga :\ Para além disso tenho medo de estar em locais totalmente escuros e de abelhas (nunca fui picada por uma abelha) e acordar às 3 da manhã é coisa que me faz demorar entre meia hora a uma hora a adormecer (mas isso é culpa dos vários filmes terror).

    ResponderEliminar
  4. Odeio aranhasssss! Cobras, por acaso, nunca vi ao "vivo".

    ResponderEliminar
  5. Tenho muuuito medo de aranhas e sofro do mesmo problema que tu quanto aos espaços apertados... fico em pânico até de ver em filmes pessoas em espaços apertados e ninguém me compreende pq depois elevadores e assim não mme fazem confusão :/ e ser apertada? Desde q n consiga fazer os movimentos que pretendo entro fico logo sem ar!
    Porém o meu maior medo é de agulhas e sangue... como depois sou uma pessoa muito imaginativa, só de as pessoas falarem ou trazerem um penso começo logo a imaginar o cenário e o coração começa a acelerar, a garganta fecha e o ataque de pânico está em ação :/

    ResponderEliminar
  6. Que eu saiba, só tenho apifobia (medo de abelhas), o que é irónico já que adoro a Beyoncé, né? Mas bem, posso-te dizer que só de ver alguém vestido de amarelo e preto as riscas, fico sem ar. É estúpido, mas só eu compreendo. Se calhar é por isso que não suporto a cor amarela. (e viva ao teu logótipo!). Quando alguma destas criaturas passa por mim, não dá pra ficar calma. Começo logo a gritar, a suar, as minhas pernas tremem, e algumas vezes acabo mesmo por desmaiar. É horrível.

    The eyes of a Mermaid

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que o meu layout é laranja e cinzento em vez de amarelo e preto... Se não ainda te dava uma coisinha :)

      Eliminar
  7. Temos muitos medos em comum. Só não sei é se isso é bom ou mau... xD
    E esse episódio da cobra, livra! :)

    ResponderEliminar
  8. Partilho da tua última fobia da lista! Finalmente alguém que me compreende! Não, eu não tenho problema nenhum com alturas, desde que me sinta segura. O meu problema é a possibilidade de cair! =P

    ResponderEliminar
  9. Acho "medos" uma reação muito interessante do nosso corpo, né? Li uma vez que você tem medo de uma memória, na verdade, pq se você parar para analisar no atual, não teria pq você ter medo "daquilo" que te dá medo...
    Péssima explicação, né? Mas até que tem lógica, se você enteder o que eu quis dizer
    jhahahahahha

    =**
    Mani Piñeiro

    ResponderEliminar
  10. Não vejo qual o mal de um rapaz ter medo de aranhas. Isso tem a ver com a pessoa, não o seu género. Pois eu, também tenho aracnofobia. As aranhas são seres super estranhos, que me fazem impressão, e é como se todas fossem venenosas (não sei porque razão tenho essa ideia...). Mas pelo menos, agora não começo aos gritos como uma condenada.
    Também não gosto muito de alturas, não por ter vertigens ou assim, mas também pela questão da segurança: acho sempre que me vou espetar lá em baixo. Se alguém me pega ao colo, acho que me vai deixar cair. Pancadas =P
    ****

    ResponderEliminar
  11. Eu sou o três! Pareço uma desalmada a nadar, até me viro de costas (nado mais rápido!.
    Penso sempre que dali vai sair qualquer coisa... Isto foram filmes a mais, só pode! -.-
    A parte das cobras e das aranhas não tenho medo... mas se me falares de baratas ou ratazanas... Esquece... Ainda nem terminas-te a frase já eu estou no outro lado do mundo. lol
    Beijinho *
    Bom post!

    ResponderEliminar
  12. Eu (Ela) tenho uma das tuas fobias: Aracnofobia! Esse filme de que falas... Bom, já mo recomendaram muitas vezes, mas não posso dizer que tenha tido a coragem de o ver. Quando estava no secundário apresentei um trabalho sobre o Cambodja. O seu petisco são aranhas fritas. Isso já me bastou pelo youtube... Não recomendo.

    Eu (Ele) revejo-me nos medos dos espaços apertados. Não sei bem se se define como claustrofobia, porque ando numa boa dentro de elevadores e afins, mas há certas ocasiões em que...

    - Ela e Ele.

    ResponderEliminar
  13. Partilho alguns dos teus receios mas não os considero uma fobia uma vez que não me impedem de realizar qualquer actividade.

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...