Pages

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Gone too soon | Séries canceladas


Não é novidade nenhuma que sou um viciado em séries. De momento acompanho 35 e com alguns dos novos reforços a chegar já este mês, a lista parece não ter fim. Se tal como eu são apreciadores de shows televisivos, compreendem a dor que sinto quando um deles é terminado abruptamente. É uma sensação terrível quando investimos tempo e carga emocional em determinadas personagens, para depois nem termos direito a um final decente. A pensar nesses casos, fiz uma lista de oito séries que assistia religiosamente e que não deviam ter sido canceladas tão prematuramente. 

Como é evidente não inclui programas com muitas temporadas. À excepção de um, os restantes sete têm menos de três seasons. Quer isto dizer que por muito que gostasse de Friends, não faria sentido colocá-lo aqui face aos seus 10 anos no ar.

























#1. Fringe
Seasons: 5 (2008-2013)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 8/10
Sinopse: O FBI une forças com um cientista anteriormente institucionalizado (por realizar experiências à margem da "ciência real") e o seu filho para investigar crimes estranhos que aparentemente pertencem a um plano de escala maior, possivelmente conectado com uma empresa global chamada Massive Dynamic.

Opinião: Do criador de Lost e A Vingadora, Fringe foi apontada como a versão moderna de Ficheiros Secretos. Quando estava a pensar na lista, a série que de imediato me veio à cabeça foi esta. Embora tenha conseguido chegar às cinco temporadas, podia ter durado muito mais. Graças à temática fantasiosa e conspiratória, digamos que havia material suficiente para pelo menos mais quatro anos. A grande estrela deste show é o brilhante actor John Noble no papel do génio perturbado Walter Bishop. A protagonista, Anna Torv, foi uma autêntica revelação como Agente Olivia Dunham do FBI. Se gostam de teorias da conspiração e casos do outro mundo, literalmente, vão adorar Fringe.


#2. 666 Park Avenue
Seasons: 1 (2012-2013)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 6/10
Sinopse: Na morada 666 Park Avenue todos os sonhos e desejos podem tornar-se realidade: dinheiro, sexo, amor, poder, até vingança. No entanto, cuidado com o que se deseja, o preço a pagar pode ser a própria alma. Quando um jovem casal recebe a oportunidade de gerenciar o histórico complexo de apartamentos, The Drake, acaba por se envolver com forças sobrenaturais e desconhecidas que ali vivem presas, ameaçando a vida dos residentes. Trata-se de uma épica luta entre o bem e o mal.

Opinião: Se conhecem o filme "Rosemary's Baby" de 1968, não fiquem chocados com algumas semelhanças. Confesso que quando vi o primeiro episódio pensei mesmo que se tratava de uma espécie de adaptação televisiva do clássico de terror. Em vez disso, somos aliciados com ideia promissora que acaba por se revelar uma valente bosta. Com apenas 13 episódios conseguiram ter um dos piores finais a que alguma vez tive o desprazer de assistir. Chocante é o facto da história ter potencial e do elenco ter actores fantásticos como o Terry O'Quinn (Locke de Lost) e a Vanessa Williams (Wilhelmina Slater de Betty Feia).


























#3. Witched of East End
Seasons: 2 (2013-2014)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 8/10
Sinopse: A trama centra-se nas aventuras de uma mãe e as suas duas filhas adultas, que por sua vez desconhecem o facto de pertencerem a uma linhagem de bruxas. As três seguem uma vida tranquila e sem grandes acontecimentos na isolada cidade costeira de North Hampton, em Long Island. Quando a mais nova fica noiva de um rapaz rico, uma série de eventos força a mãe a contar às filhas que elas são, de facto, bruxas poderosas e imortais.

Opinião: A sinopse não faz justiça nenhuma à série, acreditem. Já devem saber que tenho um gosto especial pelo mundo oculto, especialmente por bruxas, no que toca às minhas escolhas televisivas e cinematográficas. Desde que Charmed terminou em 2006 que não existia uma série deste género capaz de me cativar. Tornou-se numa das minhas favoritas dos últimos anos, é verdade. É complicado falar dela sem revelar spoilers, mas garanto-vos que é muito interessante. Fiquei desolado com o cancelamento. Para os amantes de romances, não se preocupem, vão ter imensos momentos lamechas para se deliciarem.


#4. The Secret Circle
Seasons: 1 (2011)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 7/10
Sinopse: Após a misteriosa morte da sua mãe, Cassie Blake muda-se para Chance Harbor, Washington, para viver com a sua avó.  A jovem de 16 anos descobre que é uma bruxa, juntamente com outros 5 adolescentes.

Opinião: Apontada até hoje como o grande erro da emissora CW, The Secret Circle terminou cedo de mais. Dos criadores de Vampire Diaries, a série tinha tudo para dar certo. Só faltava uma coisa, expectadores. Embora tivesse um desempenho mediano nas audiências, acabou por se tornar numa espécie de show de culto por parte dos seguidores. Confesso que tive as minhas dúvidas devido a detestar a protagonista, mas o restante elenco salva a acção. Sou suspeito por achar piada ao género, mas é inegável o potencial bruto que a CW tinha em mãos. Comparando com outras séries do canal, como o mais que desgastado, Supernatural, é absolutamente ridículo que TSC tenha sido cancelada.


























#5. Ringer
Seasons: 1 (2011-2012)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 7/10
Sinopse: Depois de testemunhar um assassinato, Bridget foge para Nova Iorque ao encontro da sua distante irmã gémea. Rica, mimada e aparentemente bem casada, Siobhan parece viver num conto de fadas. Numa viagem de barco com o propósito de reatar a relação das gémeas idênticas, Siobhan desaparece em alto mar e Bridget decide adoptar a sua identidade. A jovem adulta descobre segredos chocantes sobre a irmã e o seu casamento, e não só... Rapidamente se apercebe de que estaria mais segura na sua própria pele.

Opinião: Porque decidi ver Ringer? Três palavras: Sarah Michelle Gellar. Desde os seus tempos de Buffy que se converteu numa das minhas actrizes favoritas. Quanto à série, foi mais uma das vítimas da CW. No início parece que custa um pouco a arrancar, mas lá pelo quarto episódio estamos completamente envolvidos na história e queremos desvendar todos os segredos. A prestação de Sarah nos papéis das duas irmãs foi forte e cativante. Suspeito que não soubessem que a série tinha sido cancelada quando gravaram o "último" episódio. Foi um final satisfatório mas com os indicadores óbvios de que a acção iria continuar numa segunda temporada. Nem sei o que é pior, se um fim chato ou um cliffhanger eterno.


#6. The Following
Seasons: 3 (2013-2015)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 7/10
Sinopse: Um serial killer psicótico, brilhante e carismático, entra em contacto com outros assassinos e activa um culto de crentes que seguem todas as suas ordens. Um agente do FBI com problemas alcoólicos vê a sua vida virada do avesso na busca pelo líder dos maníacos.

Opinião: A primeira temporada foi fantástica, a segunda foi boa e a terceira foi medíocre. Apesar do declínio apreciativo, tenho a certeza que a série poderia facilmente ser salva na temporada seguinte. Sem querer falar demais, penso que o principal motivo da perda de audiências se deva ao facto de insistirem no mesmo vilão durante as três seasons. Embora existissem outros jogadores em campo, a sombra do enfadonho Joe Carroll esteve sempre presente. Amantes de policiais vão apreciar The Following.


























#7. The Carrie Diaries
Seasons: 2 (2013-2014)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 7/10
Sinopse: No início dos anos 80, Carrie Bradshaw está no último ano de Secundário. A jovem começa a explorar questões relacionadas com amor, sexo, amizade e família, enquanto navega entre o mundo da escola e da cidade cosmopolita de Manhattan.

Opinião: Julguem-me à vontade, mas gostava de ver "O Sexo e a Cidade". Assim que soube que iriam fazer uma prequela com uma Carrie adolescente, e ainda para mais com o cunho da terrível CW, fiquei de pé atrás. Bastou o pilot para ficar rendido ao talento da AnnaSophia Robb. Não sei que tipo de preparação ela teve para o papel da escritora fashionista mais famosa de Nova Iorque, mas conseguiu apanhar na perfeição certos maneirismos da Sarah Jessica Parker. O único ponto negativo da série é estar claramente direccionada para um público mais juvenil e o facto do par romântico da protagonista ter uma duck face permanente.


#8. Looking
Seasons: 2 (2014-2015)
Trailer: AQUI
Minha classificação: 7/10
Sinopse: Patrick, Augustin e Dom são melhores amigos e vivem na frenética cidade de São Francisco. Explorando emoções e as mais variadas opções disponíveis no mundo gay, estão em busca de satisfação no amor, trabalho, e vida em geral.

Opinião: Por incrível que pareça o que despertou a minha atenção para esta série foi... a banda sonora. A música que podem ouvir no trailer é de uma das minhas bandas favoritas, e depois deles terem partilhado o vídeo, fiquei curioso. Despida de estereótipos, é refrescante ver uma abordagem mais realista do universo homossexual que estamos habituados a ver na televisão. Orange is the New Black fez um bom trabalho no campo lésbico, mas faltava alguma diversidade cultural masculina, e especialmente física. Looking tem uma boa mensagem, com diálogos inteligentes e tanto cómicos como dramáticos. É a chamada dramedy. A primeira temporada foi excelente e a segunda descambou. Felizmente os criadores não concordaram com o cancelamento inesperado e vão lançar um filme para encerrar a história como deve ser. Oxalá todas as séries tivessem direito a este tratamento.

Viam ou ficaram curiosos com alguma das 8 séries? Que outros shows "vossos" foram cancelados?

17 comentários:

  1. Faço parte do comité #bringbackthecarriediaries2k15. Ainda para mais o pouty lips (leia-se Austin Butler, apenas conhecido como "o namorado da Vanessa Hudgens") ia-se embora mesmo na season em que cancelaram a série, tsk.

    ResponderEliminar
  2. Eu via fringe e gostava que tivesse continuado porque para mim era das melhores série. Também comecei a ver "The Carrie Diaries" mas perdi o interesse.

    ResponderEliminar
  3. Olha eu aí ainda vou acrescentar a Jane by Design! E ia dizer "My Name Is Earl" mas essa ainda teve algumas seasons haha.
    Dos restantes, gostava do The Following e Fringe!

    ResponderEliminar
  4. Já tinha um post assim planeado para o meu blog, para daqui a uns dias.
    E não tenho nenhuma das séries que tu apresentas aqui :)
    Aliás de todas só vi o episódio piloto de 666 Park Avenue e The Following (completo) :D

    ResponderEliminar
  5. Já tinha visto algumas das séries de que falas - quase todas na verdade - mas nunca me cativaram o suficiente para as acompanhar.

    ResponderEliminar
  6. Sempre tive uma certa curiosidade por Fringe e The Secret Circle, mas acabei por nunca acompanhar nenhuma delas. Vi dois ou três episódios de The Witches of East End mas, como na época seguia várias séries, deixei de assistir. Talvez volte a dar uma oportunidade a essa série em breve! E, não podia deixar de referir que fiquei bastante contente por encontrar pela blogosfera um fã de Charmed!!! É só uma das minhas séries favoritas de sempre ;)

    ResponderEliminar
  7. Por acaso não conhecemos nenhuma destas séries que nos apresentas. Andamos mesmo a falhar! Mas depois de GOT e Breaking Bad é difícil voltar a gostar de quaisquer outras séries ahahahah


    - Ela e Ele, do blogue de casal Ela e Ele, Ele e Ela.
    O Blogue | Facebook Oficial | Insta Casal

    ResponderEliminar
  8. Talvez você não entenda muito meu português, porque é do Brasil, mas vamos lá:
    Eu estava navegando pela internet e encontrei seu blogue, que é simplesmente incrível, você tem muito talento, rapaz!Parabéns.A propósito, esta postagem me chamou a atenção pelo título, porque atualmente as pessoas não têm tempo para lembrar do que realmente era bom, essas séries que você citou...Lembro de algumas, pena que não tinha tempo vago para vê-las.Outras aí, me interessaram tanto que vou procurá-las na rede, para começar a gostar.

    SorrySOS fazendo 1 ano 19-09||Visite|Siga|Enjoy
    sorrysos.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  9. A única da lista que conhecia, mas nem achava muita piada, era The Carrie Diares.
    Mas se havia série que eu gostava muito e foi cancelada na segunda temporada foi Joan Of Arcadia (já é bem antiga, mas eu adorava).

    ResponderEliminar
  10. O cancelamento que mais me deixou frustrada foi Terranova e mais recentemente Under The Dome

    ResponderEliminar
  11. Fiquei completamente decepcionada (e mesmo triste!), quando soube que cancelaram Hannibal. É das séries que mais gostei nos últimos tempos. Aliás, acho que foi a única, até agora, que me fez ficar acordada até de madrugada para ver os episódios que, a dada altura, davam muito mas mesmo muito tarde no AXN. Ainda não vi a terceira temporada, mas acho que isso foi devido ao choque. Depois não haverá mais para ver! =/
    *****

    ResponderEliminar
  12. Eu ando a ficar orfã de séries que é uma coisa louca. Primeiro foi Carrie Diaries, depois foi Dracula o ano passado e este ano desistiram de Forever ao fim de uma temporada. Eu cá acho que esta gente não sabe é o que são séries boas!

    ResponderEliminar
  13. "e o facto do par romântico da protagonista ter uma duck face permanente" ahahahaha, não podias ter dito melhor!
    blog: Marianisses

    ResponderEliminar
  14. Hey! Na verdade, não cheguei a ler esta publicação mas... é interessante!
    Devido à minha recente desilusão, no que diz respeito a este assunto de "séries canceladas", vou já, já riscar algumas séries da minha lista xD
    Só conheço a Looking e adorava! Especialmente, pela participação de Jonathan Groff, pelo qual tenho mta admiração (desde do Jesse, do Glee :b) !

    ResponderEliminar
  15. Adorei o "Looking" e achei uma parvoice este cancelamento. É uma série que faz falta e achei muito bem escrita. Tenho imensa pena.
    O "The Following" comecei a ver e parei mas hei-de retoma-la.

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...