Pages

quarta-feira, 1 de julho de 2015

MOVIE LOUNGE | "Cinderella" (2015)


A história de Cinderella centra-se na jovem Ella (Lily James, Downtown Abbey), cujo pai comerciante volta a casar após a morte de sua mãe. Decidida a apoiar a "segunda oportunidade" do seu amado pai, Ella recebe a nova madrasta (Cate Blanchett, Blue Jasmine), e as suas duas filhas Anastasia (Holliday Grainer, The Borgias) e Drisella (Sophie McShera, de Downtown Abbey), na casa da família. Quando o pai de Ella morre inesperadamente, ela encontra-se à mercê de uma nova e cruel família.

Tratada como uma mera empregada coberta de pó, o que levou a que fosse renomeada Cinderella (cinder = cinzas + Ella), a jovem começa lentamente a perder a esperança. Apesar de crueldade infligida sobre ela, Ella está determinada a cumprir as últimas palavras da sua mãe: "ter coragem e ser gentil". Consequentemente, decide não ceder ao desespero nem desprezar quem a maltrata.


Certo dia a jovem conhece Robb Stark, quer dizer, Kit (Richard Madden, Game of Thrones), um suposto aprendiz do Palácio, na floresta. Não fazendo ideia que o jovem é na verdade o príncipe do reino, Ella sente que encontrou a sua alma gémea. Depois do encontro entre os dois, parece que a sua sorte está prestes a mudar. O Palácio envia um convite aberto para todas as donzelas (nobreza e povo) comparecerem a um baile, o que aumenta a esperança de Ella poder ver o charmoso Kit novamente.

Os seus planos vão por água a baixo quando a madrasta não só a proíbe de participar no evento, como lhe rasga o vestido que era da sua mãe. Não seria um conto de fadas se não aparecesse uma ajuda quase divina à ultima hora. Pousando de mendiga para testar a bondade de Ella, a sua fada madrinha (Helena Bonham-Carter, musa do Tim Burton), armada de uma abóbora-coche e ratos-cavalos, prontifica-se a ajudar a mudar a vida de Cinderella para sempre.


Sem dúvida um dos clássicos mais conhecidos do Mr. Walt. Espero que os pais não deixem de mostrar o "Cinderella" original aos filhos. Ainda assim, se lhes mostrarem esta adaptação, não vão ficar nada mal servidos. A história é bastante fiel à versão de 1950. Por norma é muito difícil fazer justiça a filmes animados, mas a Disney provou que quando quer, consegue chegar lá perto.

Visualmente, tem uma beleza intemporal que, combinada na perfeição com os efeitos especiais, resulta numa cinematografia acima da média. A cena do baile em particular, é de tirar o fôlego. Coreografada ao pormenor, as câmaras captam na perfeição o encanto de um musical clássico de Hollywood. O trabalho orquestral de Patrick Doyle envolve-nos de tal maneira que nos sentimos transportados para um conto de fadas, vítimas de um romance arrebatador. Por mais lamechas que isto tenha soado, é a mais pura verdade.


Uma das principais componentes no filme é sem dúvida o guarda-roupa. Do mais simples ao mais complexo, as peças são lindíssimas. A atenção ao detalhe, em especial, no vestido de baile da Cinderella, é fantástico. Até as roupas da madrasta, apesar mais sombrias, são igualmente autênticas obras de arte. O único senão são as calças ridiculamente justas que as personagens masculinas tiveram que usar durante a película inteira.

Quando à representação, a Cate Blanchett roubou a cena. Com dois Óscares no seu currículo (The Aviator e Blue Jasmine), o seu papel de madrasta foi tudo o que se queria, cruel e charmosa. Fiquei satisfeito por termos uma espécie de contexto para a maldade da Lady Tremaine. Com a morte dos dois maridos a ameaçar a sua segurança financeira e das suas filhas inúteis, não era apenas ciúme que ocupava o coração partido de Blanchett. Simultaneamente, o desenvolvimento do relacionamento entre Ella e a sua madrasta ganhou mais nitidez nesta versão. Em vez de um antes e depois, podemos ver a pouco e pouco, como a menina deixou de ser a "filha" para se tornar na "empregada".


A Lily James foi uma revelação no papel de Cinderella. Conseguiu demonstrar bondade na medida certa, sem se tornar irritante, e coragem suficiente para torcermos por ela. É pena que histórias sobre a Lily passar por uma "dieta líquida" para caber nos vestidos apertados de Sandy Powell tenham provocado controvérsia em relação a imagens negativas sobre o corpo feminino. Como resultado, a sua performance foi, injustamente, ofuscada pela largura da sua cintura.

Dirigido por Kenneth Branagh (Thor) e com roteiro de Chris Weitz (The Golden Compass), Cinderella é basicamente a mesma história que já conhecemos e que, com mudanças aqui e ali, oferece aos personagens personalidades mais definidas.

Classificação IMDb: 7.3/10
Classificação Ghostly Walker: 7/10

Já viram o filme? Se sim, o que acharam?

12 comentários:

  1. confesso que gostei bastante do filme. e de facto a Cate está, como sempre, fabulosa. acho que vale a pena ver, mas sou suspeita, que tenho um soft spot por estes filmes :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda não tive oportunidade de ver o filme, mas está na minha mira :)

    ResponderEliminar
  3. Já vi este filme e adorei. Concordo plenamente quando dizes que a Lily James "conseguiu demonstrar bondade na medida certa, sem se tornar irritante", pois quando comecei a ver o filme pensei: Não me digas que vai ser mais uma sonsa daquelas q nao faz mal a uma mosca.
    Surpreendi-me imenso com a qualidade do filme. Ah e claro que o guarda roupa deixou-me a babar! x

    ResponderEliminar
  4. ja assisti esse filme e eu gostei sim. Esperava mais, confesso, mas ficou um amor a Cindy ganhou uma personalidade mais doce.
    E ahhhh o vestido dela é incrível meu deus hahahaha
    beijossss
    Um Mundo Em Duas 

    ResponderEliminar
  5. Vi o filme, mas esperava mais... Mas sim, no geral, não deixa de ser um bom filme (=

    ResponderEliminar
  6. Eu adorei o filme! Também cheguei a fazer uma review no blog :) acho que ficou muito melhor do que a versão animada. Adorei principalmente os cenários, e os trajes das personagens, acho que foi tudo bem pensado :)
    r: eu estou a gostar de OITNB, apesar de nao fazer muito o meu estilo, mas estou quase a acabar a 3º temporada

    Blog | Facebook Page | Instagram

    ResponderEliminar
  7. Ainda não tinha visto o trailer apesar de já ter agendado o filme. Gostei tanto que passou para o topo da lista de filmes que quero ver.

    ResponderEliminar
  8. Adorei o filme, vi-o duas vezes na semana passada :p

    ResponderEliminar
  9. Já vi e gostei! Fiquei apaixonada pelo vestido rosa da "mãe". Também fiquei contente por não se ter tornado irritante tipo floribela. Ainda bem que exploraram mais a relação com a madrasta que, afinal, não tem motivos assim tão cruéis :)

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Adoro quando fazem remakes de desenhos antigos para a vida real. Não assisti o filme ainda, mas vi boas críticas. Espero que façam Branca de Neve <3

    ANDYZANDO

    ResponderEliminar
  11. Adorei o filme e o vestido da Cinderella, mas gostava que tivessem sido mais fieis ao original no penteado e no vestido! :p

    http://rapazdobuzio.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Gostei desta adaptação.. mas confesso que estava à espera de algo diferente, inesperado..
    No entanto tenho que concordar contigo quanto à prestação dos actores, e também quanto ao guarda roupa é bastante bonito e dá um ar completamente diferente ao filme.. :D

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...