Pages

terça-feira, 23 de junho de 2015

Já chega, não? | Macaquinhos de imitação

Crédito da imagem original: X

Com certeza já ouviram a expressão imitation is the sincerest form of flattery (a imitação é a forma mais sincera de lisonja). Lamento mas, se gostam tanto do meu trabalho, elogiem-no, não o copiem. Se há coisa que me irrita são os macaquinhos de imitação.

Se tal como eu já foram muitas vezes alvo de copycats, compreendem a sensação de raiva e impotência com que somos deixados. Infelizmente já passei por situações do género por parte de amigos e até desconhecidos. Ultimamente parece que esta doença se alastrou para a blogosfera.

De há uns tempos para cá tenho-me apercebido de algumas coisas que me tiram do sério. Por exemplo, quando a minha namorada criou o blog dela, arranjou uma maneira específica de fazer comentários. Subitamente, dois ou três blogs que ela comentou, começaram a utilizar a mesma "despedida". Irritada com a situação, lá mudou o esquema e adivinhem? Copiaram-na outra vez. Ainda se dá o benefício da dúvida à primeira, agora quando voltam a fazer o mesmo?

Não é por ser minha namorada, podia ser com outra pessoa qualquer. O que me incomoda é a falta de personalidade destes indivíduos. Não há nada de errado com a inspiração. Vários artistas fazem-no constantemente com as suas músicas, sem que seja uma cópia exacta do original. Como é óbvio já me deparei com coisas giras e interessantes que me deixaram a pensar "fogo, porque é que não me lembrei disto antes", mas daí a copiá-las? Não.

Tenho a perfeita noção que vivemos num mundo altamente competitivo onde ideais são replicadas a torto e a direito para proveito próprio. A televisão portuguesa é o melhor exemplo disso. Se uma emissora começa a passar um programa absurdo de festas nas tardes de domingo, as outras duas vão copiar o modelo exactamente igual. A questão é, quando é que o blogger chegou a este ponto? Parece que anda tudo sedento de protagonismo. O que um faz, o outro tem que fazer a seguir. Se alguém cria uma rubrica sobre os filmes do Harold Lloyd e se revela um sucesso, no minuto seguinte vão todos ganhar um gosto especial pelo cinema mudo.

Quero que fique explícito que não estou a atacar ninguém, é apenas um desabafo de quem já anda um bocadinho cansado deste tipo de atitudes.

16 comentários:

  1. Oh, entendo o que queres dizer... mas com esse tipo de coisas, o melhor é "passar por cima", nem perder tempo a ligar muito... por mais que às vezes nos custe...

    ResponderEliminar
  2. SHAKE IT LIKE A POLAROID PICTURE, HUNNY.
    Fora da blogosfera também acontece imenso e é igualmente frustrante. "Ai meteste estrelinhas ao lado da palavra Sumário? Também vou pôr", é das coisas mais irritantes. Não custa ter ideias, ou pelo menos adaptá-las, até é giro.

    ResponderEliminar
  3. Isso é muito chato e eu concordo com tudo o que você escreveu no post!!

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente! Ficou exausta com isso também -.-'
    Cadê a criatividade?
    Um beijo

    Dicas para Todas

    ResponderEliminar
  5. Como eu te compreendo, isso irrita-me tanto! :o rrrrrh Tens de me dar o link do blog da tua namorada sim? Quero visitar novos blogs :D
    xx, http://neverforgottenmercury.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Muitos blogs se baseiam em outros, mas o problema é que algumas pessoas não sabem o significado dessa palavra e fazem um lindo "ctrl+c ctrl+v" de algum blog e acham que são originais. O que mais me irrita além disso, são aquelas pessoas que copiam as postagens alheias e publicam no blog delas como se fossem de sua autoria. Ah por favor né?

    Adorei a postagem!
    ANDYZANDOe

    ResponderEliminar
  7. Oie,
    É tenso mesmo, acho que imitação é o que mais se vê na internet. Deveria ser crime.
    Beijinhos Screepeer
    screepeer.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. "Invasão de autenticidade", será? xD Pessoalmente, não tenho reparado nesse tipo de situação ...
    r: Posso perguntar o que faltou para os 10/10, no imdb (relativamente ao filme "12 Angry Men")?

    CrazyaboutElvis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca dei cotação máxima a nenhum filme. Não sei explicar, mas parece que ainda não encontrei um filme que me enchesse completamente as medidas, se é que isto faz sentido haha :)

      Eliminar
  9. Eu DETESTO quando me copiam. A sério, acho que é o pior que me podem fazer.
    Infelizmente já tive alguns casos de copycats extremos e nunca disse nada porque a pessoa em questão era minha amiga. x

    ResponderEliminar
  10. A frase "Nada se cria, tudo se transforma" passou a ser "Nada se cria, tudo se copia". Enfim, as pessoas nem se esforçam em disfarçar a cópia x)

    ResponderEliminar
  11. Acho que disseste tudo.
    E quanto aos programas de televisão acho cada vez mais credível o facto de eu só ligar a televisão na fox e no axn, não se aguenta!

    lollipopnecklace.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Já passei por uma situação dessas, houve uma altura em que se eu publicava sobre determinado assunto no blog, a criatura ia a correr fazer igual. Fiquei que nem um bicho, mas lá me acalmei e resolvi as coisas a bem. Estas coisas tiram-me do sério. Qual é a piada? Enfim ><

    ResponderEliminar
  13. Eu acho que o problema está mesmo em estabelecer limites entre o que é nosso e o que é dos outros. Há situações em que as pessoas criam algo e não sabem que estão a copiar. Mas estão. E depois se alguém as copia, sentem-se mal. O que quero dizer é que já nem sei onde é que as coisas começaram. É um pouco assustador escreveres uma coisa que acabaste de pensar e depois saber que há alguém que já escreveu e pensou o mesmo. Mas tu sabes que não copiaste. Weird. Mas pronto, odiava quando me copiavam no hi5. Odiava! :)

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Eu podia dissertar sobre esse assunto e dar exemplos de várias situações onde isso aconteceu comigo. Mas depois ficava aqui a tarde toda e tu tens mais que fazer x)

    ResponderEliminar
  15. Concordo com muito do que aqui escreves. E em tom de piada, pela minha experiência pessoal: gostava imenso que copiassem a minha forma de escrever comentários - se isso significasse pararem de publicar imagens minhas em flickrs ou blogs alheios, com um crop em cima e edição diferente. Não vivo do blog, mas vivo das fotografias, e sentir esse desrespeito por parte daqueles que dizem partilhar o mesmo amor que eu? Repulsa, e desprezo. Porque o resto é dar importância.

    The Silver Memoir | Send it Forward

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...