Pages

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Rapaz espancado na Figueira da Foz

Aviso desde já que estou demasiado exaltado portanto perdoem-me se escapar alguma palavra menos correcta. 

Não é segredo nenhum que, infelizmente, sempre existiram casos destes. Por norma tornam-se virais os desacatos entre raparigas, mas assim, nunca vi. Não imaginam no estado em que fico a ver vídeos desta espécie. Ainda assim faço o esforço de assistir porque às vezes é preciso sermos lembrados do quão pútrido é o mundo em que vivemos.

Pelo que percebi, o rapaz de 17 anos foi agredido, a murro e bofetadas, durante quase 15 minutos por se "ter metido na relação" da Marta Louro (camisa às flores) e o Rafael Silva (o mitra super mauzão que estava a dar pontapés no ecoponto). Para evitarem que o Rafa se metesse em problemas (possivelmente já tem cadastro?), deixaram que fossem as amigas a tratar do assunto. A principal agressora, pelo que pude apurar através do facebook, foi a Constança Moura. Ora, então o bad boy que queria tanto bater no rapaz indefeso, quando decide participar, é para lhe agarrar nas mãos enquanto a Constança lhe pontapeia na zona genital? É tão mau é tão mau e faz uma cobardia destas? No meio disto tudo, ainda lhe oferecem um copo de água, como quem diz, descansa que a seguir há mais.

É a típica mentalidade de bully. Nunca atacam sozinhos, é sempre em grupos para se poderem armar em frente aos amigos. Sem as suas hienas à volta não são nada. Se o problema era entre os dois rapazes, para quê este circo todo? Pior ainda é a plateia inteira a assistir como se estivessem a ver uma luta no Coliseu de Roma. Como é que alguém consegue presenciar uma cena destas e não sentir que é errado?! Isto é completamente desumano. Nem os animais são tão cruéis quando atacam as suas presas.

Revoltado é pouco para exprimir aquilo que estou a sentir. O rapaz demonstrou ser um autêntico Senhor. Enquanto era esmurrado à vez por aquelas duas bestas, nunca lhes levantou a mão. Sou contra a violência seja ela de qualquer tipo for, especialmente quando praticada contra mulheres. No entanto, e queiram-me desculpar, mas este caso é excepção. Gostava especialmente de ser pai da Constança. Era de cinto, mas sem pausas para bebida.

Também me irritam os 1001 comentários dos machões online. "Era mesmo comigo", "Dava cabo deles todos e deixava-os no chão", "Não ficava quieto, levavam logo". Claro. Então o rapaz está rodeado de um autêntico gang e ainda criticam a passividade dele? Tendo em conta que eram uns 7 ou 8, podia ter sido bem pior. Se ele ripostasse, possivelmente, não saía dali com vida. 

Tenho a certeza que o caso não vai dar em nada. Depois não querem que as pessoas façam justiça pelas próprias mãos. É o país que temos.

Quem quiser ver o vídeo, tenha em atenção que o conteúdo é chocante.

7 comentários:

  1. Concordo em tudo o que disseste! Esta atitude é inadmissível e devia ser punida.

    ResponderEliminar
  2. Eu estava bastante calmo antes de ler o texto, mas agora estou muito revoltado. Disseste tudo de uma forma perfeita, clara e compreensível para todos e partilho da mesma opinião que tu, isto não vai dar em nada, mas devia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É triste, mas tendo em conta o historial de casos semelhantes em Portugal, vão ficar impunes.

      Eliminar
  3. No meio disto tudo só não compreendo como é que ninguém faz nada. O problema dos pais é que, segundo a minha experiência, são tão maus ou piores que os filhos. Adorava que esses cagões corajosos se "metessem" com a gente certa. Queria ver se ficavam quietinhos a levar na cara.

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao que parece o caso já tem um ano, e foi preciso tornar-se viral para o rapaz finalmente fazer queixa. Pergunto-me se os pais dele se aperceberam de alguma coisa ou se lhes passou completamente ao lado.

      Eliminar
  4. Muitos pais não sabem o tipo de filho que têm (lembro-me que no básico havia um rapaz que passava a vida a gozar com a malta e que em casa era um autêntico santinho), mas depois há outros que também não sabem educar devidamente os filhos sendo às vezes tão maus ou piores do que eles. Enfim. É muito fácil dizer "se fosse comigo fazia isto e aquilo", mas a verdade é que duvido muito que fizesse o que quer que fosse porque no meio de tanta gentinha duvido que o rapaz conseguisse defender-se convenientemente. Espero que os agressores recebem o castigo devido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! Também conheço casos de pessoas terríveis que em casa recebiam o prémio de Filho do Ano. Cercado de um grupo deles, é normal que o rapaz tenha preferido ficar quieto a ter represálias ainda maiores.

      Eliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...