Pages

quarta-feira, 27 de maio de 2015

O Terror da Paralisia do Sono


Já imaginaram acordar a meio da noite e aperceberem-se que não conseguem mover um único músculo do vosso corpo? Está escuro, mas parece que sentem uma presença no quarto, junto à cama, ou às vezes uma pressão no peito que não vos deixa respirar. Este fenómeno assustador é conhecido como paralisia do sono e espera-se que aconteça uma ou duas vezes a todas as pessoas.

Do ponto de vista fisiológico, este distúrbio ocorre quando o cérebro e os músculos do corpo se dessincronizam durante o sono. Ou seja, a pessoa acorda durante o sono REM (rapid eye movement, ou movimento rápido dos olhos), fase do sono em que sonhos são mais frequentes. Durante esta fase o cérebro liberta duas substâncias chamadas glicina e GABA que deixam os músculos paralisados. Ao ficar consciente antes do corpo "acordar", as pessoas passam por uma experiência aterrorizante em que não se conseguem mexer, falar ou gritar. A pior parte é que este estado pode ser acompanhado por alucinações. A paralisia pode durar de alguns segundos até cerca de 5 minutos.

 Comecei a ter episódios de paralisia do sono durante o Secundário. Na primeira vez lembro-me que estava a dormir e do nada acordo sem me conseguir mexer. Pensava que estava a sonhar, mas apercebi-me que estava completamente lúcido e conseguia ver tudo à minha volta. Tentei gritar para pedir ajuda, nada. No meio do stress de me sentir preso, noto que no canto do meu quarto estava um vulto escuro. Tinha a figura de uma pessoa com uma espécie de manto/capuz negro. Como se não bastasse ficar apavorado com aquela "assombração", ela começou a andar lentamente em direcção à minha cama. Bem, como devem calcular fritei a pipoca. Foquei-me no meu pé/perna direitos, comecei a tentar abaná-los, e lá me consegui libertar do transe.

Esta situação durou meses e passei por diferentes versões do "pesadelo". Às vezes a figura estava aos pés da cama, e dois dias depois estava a gatinhar até chegar ao meu peito onde me pressionava com as suas mãos. Durante muito tempo pensei, genuinamente, que estava a ser visitado por algum espírito. Sempre me interessei bastante pelo mundo do oculto, portanto para mim fazia todo o sentido. Depois de falar com uma amiga sobre o assunto, ela disse-me que o meu problema não eram assombrações mas sim distúrbios de sono. Confesso que parte de mim ficou um bocado desiludida por ser algo "comum". Já que passei por aquilo, queria sentir-me como o protagonista de um filme de terror, "I'm the chosen one!". Patético, eu sei.

Apesar de ser o maior susto que alguma vez vão ter na vossa vida, felizmente a paralisia do sono é inofensiva. O cérebro paralisa os músculos para prevenir possíveis lesões, visto que algumas partes do corpo podem mover-se durante um sonho. Ao acordarmos repentinamente, o cérebro pensa que ainda estamos a dormir e mantêm-nos paralisados. Tenho pena de não ter "sonhos lúcidos" com outras temáticas mais interessantes, se é que me entendem.

As possíveis causas para este fenómeno são stress elevado, agenda de sono irregular (privação de sono), fadiga física, sono induzido através de medicamentos, e mudanças súbitas no ambiente ou na vida de alguém. Além disso, dormir na posição supina aumenta os riscos da paralisia do sono. Confirmo, de todas as vezes que passei por isto, estava deitado dessa maneira. Bem que a minha mãe me dizia quando era mais novo para não dormir de barriga virada para cima se não queria ter pesadelos.

Já tiveram uma paralisia do sono ou outro distúrbio do género?

7 comentários:

  1. Deve ser horrível ter isso frequentemente. Não sei se foi a mesma coisa mas uma vez aconteceu-me algo parecido. Também estava a dormir de barriga para cima, acordei e não conseguia mexer nada. Comecei a alucinar com quadrados e sombras (what?) e aquilo não me "largava". Estive 1h a tentar gritar pela minha mãe e não consegui. Foi das coisas mais estranhas que já me aconteceu! E não estava sob o efeito de nada.

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. E depois de saberes que tens isso, quando acontece, não consegues sair daquele estado facilmente? Eu tenho um distúrbio de sono que ainda não sei bem o nome. Tenho as alucinações, mas não fico nada quieta. Eu chamo sonambulismo consciente porque me lembro de tudo, no entanto, não estou propriamente lúcida (tem sempre a ver com bichos a vir na minha direcção ou então claustrofobia) e também reparei que está relacionado com o stress. Mas como já sei que alucino, muitas das vezes "acordo-me" a mim mesma só por pensar logicamente ("Isto é uma alucinação!") por isso te pergunto se já consegues "controlar" a paralisia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende. Várias vezes consegui "acordar-me" logo porque já sabia que tinha que tentar abanar-me. Houve outras em que nem assim consegui, foi preciso a tal "sombra" aproximar-se de mim para acordar com o medo.

      Quando tens esses episódios andas pela casa ou apenas "vês" coisas enquanto estás deitada? É que já me aconteceu estar a sonhar e ter plena consciência do que se estava a passar "dentro" do sonho. Como não era nada de assustador, deixei-me ficar até acordar naturalmente.

      É complicado explicar, parece que estamos a falar do filme "Inception" haha.

      Eliminar
  3. Acho que passei por algo semelhante há pouco e uma palavra: medo!

    r. muito obrigado! :D

    http://rapazdobuzio.blogspot.pt/2015/05/you-still-dont-know-what-i-never-said.html

    ^ :D CHECK OUT THE LAST POST :D ^

    ResponderEliminar
  4. Não, nunca tive nada desse género e, sinceramente, depois da descrição que fizeste também não fiquei com vontade de experimentar =p

    ResponderEliminar
  5. Eu já passei por algo semelhante, mas sem o vulto escuro. Obrigado, Senhores! Só me senti paralisado, mas segundos depois tudo passou.

    Adorei a tua expressão "fritei a pipoca" xD

    ResponderEliminar
  6. "I'm the chosen one!" xDD
    Já tive uma experiência parecida, a única diferença é que estava mesmo acordada. É estranho, I know! Tinha uns seis/sete anos e isso acontecia-me regularmente, até ouve uma vez que desatei a chorar no meio da rua para a minha mãe porque não me sentia "dentro" do meu corpo... é dificil de explicar, mas era assim que eu me sentia. Os braços e as pernas movimentavam-se, mas eu não os sentia. Pensava que ia morrer xD, até hoje não sei muito bem o que possa ser, mas deve ser algo tão comum e semelhante ao distúrbio do sono, experiência que eu ainda não tive (mas gostava de ter???).

    xx

    http://diariodeumafricana.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...