Pages

segunda-feira, 25 de maio de 2015

"Blade Runner 2": É mesmo necessário?

Quando soube que iam fazer uma sequela ao Blade Runner de 1982, fiquei para morrer. O Ridley Scott anda a provocar os fãs há anos, mas só no mês passado se tornou oficial. Não só vai haver um segundo filme, como o Harrison Ford vai voltar a representar o papel de Deckhard. Só há um senão, o Ryan Gosling está em negociações para um papel.

Inspirado no livro Do Androids Dream of Electric Sheep (1968) de Philip K. Dick, Blade Runner é considerado pela crítica como o melhor filme de ficção científica de sempre, e um dos pioneiros no estilo neo-noir.

A história passa-se em Los Angeles, num futuro próximo, 2019. Com a deterioração do planeta e a consequente extinção de animais, o uso de "replicantes" (andróides) tornou-se num modo de vida. Produzidos pela corporação Tyrell, estes seres, geneticamente modificados, assemelham-se em praticamente todos os aspectos aos seres humanos, excepto na falta de empatia. Os replicantes são exclusivamente utilizados como escravos para o trabalho pesado em colónias fora do planeta, estando proibidos de viajar para a Terra. Aqueles que desafiem a proibição e voltem, são caçados e "aposentados" (mortos), por agentes especiais da polícia conhecidos como "Blade Runners". O enredo centra-se no polícia Rick Deckhard (Harrison Ford), cuja missão é capturar quatro replicantes desesperados por saberem o segredos para prolongar a sua longevidade.

Apesar de ceder a cadeira de director a Denis Villeneuve (Prisoners), Ridley Scott vai estar envolvido na sequela como produtor executivo. Segundo Scott, o Harrison Ford (72 anos) disse que o guião de Michael Green "é a melhor coisa que alguma vez li". Hum. O director de Alien - O 8º Passageiro, revelou ainda que a estrutura da história está dividida em três partes e que Ford só aparece na terceira. Tendo em conta esta informação, parece-me óbvio que o Ryan Gosling vai ser a estrela deste segundo filme. Ao fim ao cabo é uma espécie de passagem de testemunho do antigo Indiana Jones para uma nova geração e possível franchise.

Aparentemente a sequela vai decorrer 30 anos após o original, em 2049. Espero que o estilo sombrio, as iluminadas paisagens urbanas nocturnas e a estética futurista continuem presentes. Ah, e já me esquecia! As narrativas filosóficas que perpetuamente questionam a ideia do que significa estar vivo e consciente. Embora alguns dos replicantes que Deckhard caça sejam claramente dementes e perigosos, eles são simultaneamente motivados por um forte instinto de auto-preservação e atormentados com questões existenciais típicas dos humanos. 

Por norma prefiro ver primeiro antes de julgar, mas neste caso é difícil. Não me interpretem mal, o Blade Runner é dos filmes que melhor cotei no IMDb (9/10). Exactamente por gostar tanto é que tenho receio que, tal como acontece na maioria das vezes, não faça jus ao original. Às vezes é preferível terminar em alta do que prolongar e estragar tudo (Pirata das Caraíbas 10?). É certo que sempre quis saber o que aconteceu ao Deckhard e à Rachael, mas não agora, e muito menos com o Gosling à mistura. Calma, não odeio o Ryan. Apenas acho que existem melhores opções para um filme com esta temática, mas posso estar enganado.

Da esquerda para a direita: Harrison Ford em 1982 com 40 anos, agora com 72, e Ryan Gosling, 34 anos.

Ainda não há data de lançamento, mas como a fotografia vai começar a ser gravada no Verão do próximo ano, é possível que o Blade Runner 2 veja a luz do dia em 2017.

3 comentários:

  1. Também não vejo necessidade em fazer uma sequela. Quer dizer, se o filme for horrível vamos lembrar-nos sempre disso. Apesar de amar o Gosling, concordo que não é o mais indicado. Mas vá, estamos a falar antes de provar :)

    Isa,
    http://isamirtilo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Resenha maravilhosa amei a dica do filme blog lindo
    sucesso seguindo, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=eNNlFtDc1-o
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. A marca Anthony é uma marca de Homens e para Homens. Somente dedicada a nós que bem merecemos :P Em relação aos perfumes eu desenvolvi um pequeno vício em relação a eles... xD Tenho alguns que tenho pena de os usar por cheirarem tão bem ahahh pancas xD

    Meu Deus, tu percebes tanto de filmes :o Só queria ser um bocadinho como tu. Aliás, adorava ter tempo para poder ver filmes :/

    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...