Pages

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Billboard Music Awards 2015

Taylor Swift confirmou as expectativas e dominou os Billboard Music Awards ao receber 8 prémios. A cantora estava nomeada para 14 das 40 categorias, levando entre elas, as estatuetas de Melhor Artista do Ano, Melhor Álbum (1989), Melhor Artista Feminina, Melhor Artista no Billboard 200 (top de álbuns), e ainda um Billboard Chart Achievement, votado pelos fãs.

Em segundo lugar nas indicações (12), Sam Smith venceu nas categorias de Melhor Artista Masculino e Revelação. Devido a uma cirurgia nas cordas vocais o cantor não esteve presente na cerimónia, mas ainda assim deixou um vídeo, um tanto ao quanto cómico, para aceitar os prémios.

Iggy Azalea estava nomeada em 10 caterogias, vencendo os prémios de Melhor Artista em Streaming, Melhor Artista Rap e Melhor Música Rap com Fancy. O Pharrell também levou para casa três estatuetas: Melhor Artista R&B, Melhor Álbum R&B  (G I R L) - como é possível ter vencido ao álbum BEYONCÉ? - e Melhor Música R&B com Happy.

Com dois prémios cada ficaram os One Direction (Melhor Artista em Tour e Melhor Grupo), John Legend (Melhor Música na Rádio e Melhor Música em Streaming: All of Me), e Hozier (Melhor Artista Rock e Melhor Música Rock: Take Me to Church).

A cerimónia contou ainda com actuações dos Fall Out Boy, Imagine Dragons, Nick Jonas, Nicki Minaj e David Guetta, Pitbull e Chris Brown, o elenco da série Empire, Ed Sheeran, Whiz Khalifa numa emocionante performance em homenagem ao falecido Paul Walker, e Kanye West que apresentou o single All Day, e a brilhante Black Skinhead.

As melhores performances foram mesmo do Hozier, com a Take Me To Chuch, a Kelly Clarkson, que cantou o novo single Invencible e da Meghan Trainor, acompanhada do John Legend, na música Like I'm Gonna Lose You.

Mariah Carey não se apresentava há mais de 17 anos no Billboard Music Awards e acho que devia ter continuado assim. Numa mistura do clássico Vision of Love e o novo single, Infinity, foi mais uma vez provado que a voz dela já não é o que era. As notas finais foram terrivelmente deprimentes, mas tendo em conta que ela estava com bronquite, podia ter sido pior. Por outro lado, a Britney Spears resolveu apostar mais uma vez no playback no single Fancy 2, quer dizer, Pretty Girls, com a Iggy. É a primeira vez em anos que a vejo dançar decentemente, e com um sorriso no rosto.

Concordam com os vencedores? O que acharam das performances?

6 comentários:

  1. A Taylor, mais uma vez, sambou! O "1989" é uma bomba na carreira dela que já é feita de muitos sucessos! Fiquei feliz por todos os prémios que recebeu, merece :)

    ResponderEliminar
  2. A Taylor tem vindo a fazer cada vez mais sucesso, e bem merecido na minha opinião! Sou completamente apaixonada pela série Empire e queria tanto ver o vídeo, mas parece que foi apagado :\ (verifica os outros vídeos também, parece-me que a maioria foi eliminada). Mas bem, vou procurar no Youtube, a ver se acho outro video, ahah

    http://diariodeumafricana.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem tinha reparado, obrigado! Já substituí os links, espero que estes se aguentem :)

      Eliminar
  3. Iggy Azalea para mim nunca devia ter ganho Melhor Artista Rap. Para mim ganhava a Nicki. Mas eles lá sabem. Também gosto muito da Taylor, mas acho o album da Beyonce bate o 1989 e acho que ela devia ser a Artista do Ano (nem sei se estava nomeada).

    ResponderEliminar
  4. Concordo contigo em relação à performance da Britney Spears acho tão feio usarem playback ! Horrível mesmo, só fico a pensar que não são realmente artistas ! A Taylor só me surpreende ! Adoro !
    - Bom conhecer mais um blogger masculino :) !

    ResponderEliminar

Obrigado pela leitura e comentário!
Eventuais questões serão respondidas aqui, na respectiva publicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...